Com eleição e decisão, Palmeiras pode ter sábado violento

Palmeiras
Divulgação

No próximo sábado, o Palmeiras passará pela sua primeira eleição presidencial sendo decidida pelos sócios. As “Diretas já” foram aprovadas e devem entrar em prática já no final de semana.

LEIA MAIS
Palmeiras volta a ser motivo de piada nas redes sociais após derrota para o Coritiba

Paulo Nobre e Vlademir Pescarmona disputam o pleito. Nobre tem o apoio de Mustafá Contursi, enquanto Pescarmona conta com o apoio do ex-presidente Luiz Gonzaga Belluzzo.

Durante a semana, pelas redes sociais e na própria sede social do Palmeiras, foi possível perceber um discurso de ódio de ambos os lados. Mustafistas alegando superioridade nos votos e proteção da austeridade financeira enquanto oposicionistas atacam o atual presidente com argumentos fortes, como time fraco, dinheiro no lixo e falta de respeito com as cores alviverdes.

No sábado, as duas frentes estarão misturadas, lado a lado, no clube. E para piorar Palmeiras e Internacional jogam no Sul. Dependendo do resultado, pode ser a gasolina que faltava para estourar episódios de violência. Alguns mais exaltados já prometem revanches após a saída do resultado. E com isso quem perde é o próprio Palmeiras.

Nos bares dentro do Palmeiras a venda de bebida alcoólica está liberada no dia da eleição, outra situação que pode aflorar ainda mais o espírito violento de algumas pessoas.

Importante ressaltar que a democracia precisa prevalecer. Sempre vai existir situação e oposição. Ambas, porém, precisam servir o Palmeiras e não suas vaidades pessoais. Que vença o melhor e o mais preparado.

Foto: Getty Images



Thiago Gomes é Administrador de Empresas. Trabalha com estratégias digitais e consultoria de e-commerce. É palmeirense e um apreciador do futebol, tanto nacional quanto internacional. Escreve para site esportivo desde 1996.