Pleno do STJD absolve o Corinthians no caso Petros

Petros
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Em julgamento realizado na manhã dessa quinta-feira, os auditores do Pleno do STJD absolveram o Corinthians no caso de uma suposta irregularidade contratual do volante Petros. Na primeira instância, a Comissão Disciplinar do órgão já havia absolvido por unanimidade o clube paulista, porém, Grêmio e Inter, partes interessadas no caso entraram com recurso junto à Procuradoria.

Petros-treino-corinthians

Entenda o caso

A novela se iniciou em setembro após o jornal Lance noticiar que o Timão rescindiu o contrato de empréstimo de Petros que se encerraria no dia 1º de agosto e assinou um outro em definitivo. Porém, o nome do atleta apareceu no BID (Boletim Informativo Diário) no dia 2, em um sábado, liberando-o para jogar no domingo contra o Coritiba.

No entanto não há expediente na FPF e CBF no final de semana, ou seja, o volante poderia aparecer no quadro apenas no dia 4, segunda-feira. Caso ficasse constatada a irregularidade, o time alvinegro perderia quatro pontos (três pelo erro e mais um do empate contra os paranaenses). Apenas FPF e CBF foram consideradas culpadas. Ambas as entidades foram multadas.

Livre de punição, o Corinthians se mantém na terceira colocação do Campeonato Brasileiro, com 66 pontos e somente depende de um empate nas últimas duas rodadas para garantir o passaporte no mínimo para a pré-Libertadores.

Já o Grêmio, que nutria alguma esperança em ver o rival punido, continua longe de alcançá-lo. Na sexta colocação, tem seis pontos de desvantagem em relação ao alvinegro.

O Inter vive situação mais confortável mesmo com o julgamento desfavorável. Na quarta colocação, com 63 pontos ganhos, a equipe de Abel Braga garante vaga na Copa Libertadores-2015 caso vença o desesperado Palmeiras, no sábado, no Beira-Rio.

 

foto: Divulgação



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)