Por onde anda Dodô, o artilheiro dos gols bonitos?

Dodô

Ricardo Lucas Figueredo Monte Raso, também conhecido como Dodô, ou simplesmente o artilheiro dos gols bonitos foi um dos grandes jogadores do Campeonato Brasileiro na década de 90, quando entre 1995 e 1999 atuava pelo São Paulo. O atacante disputou 46 partidas e marcou 33 gols e conquistou um Campeonato Paulista.

LEIA MAIS
Por onde anda Oséas, ex-Palmeiras, Cruzeiro e Atlético-PR?
Por onde anda Baiano, ex-lateral do Palmeiras, Santos e Boca?
Por onde anda Elder Granja, campeão paulista com o Palmeiras?
Por onde anda Claudecir, ex-volante de São Caetano e Palmeiras?

Após a bela passagem pelo Tricolor paulista o artilheiro se transferiu para o rival Santos, onde também se destacou pela facilidade e categoria de marcar gols. Com a camisa do Alvinegro praiano Dodô disputou 67 jogos e marcou 33 gols, se destacando pelo peixe de 1999 até 2001.

Ainda em 2001 o atacante se transferiu para o Botafogo e foi um dos responsáveis por livrar o Fogão do rebaixamento daquele ano. Devido a problemas financeiro o clube carioca se viu obrigado a negociar alguns jogadores, com isso, Dodô foi negociado com o Palmeiras.

Considerado uma contratação de peso o jogador não conseguiu brilhar no clube de Parque Antártica, principalmente, por causa das inúmeras lesões. No verdão foram 16 partidas e apenas três gols. O atacante ainda foi rebaixado com a equipe no Brasileirão de 2002.

Dodô deixou o Brasil e foi se aventurar no futebol coreano e posteriormente no futebol japonês, sempre mantendo a fama de artilheiro. Retornou ao Brasil em 2005 para atuar pelo Goiás.

Entre 2006 e 2007 retornou ao Botafogo, onde se colocou como um dos grandes destaques do clube, e conquistou a Taça Rio e ficou com o vice-campeonato Carioca. Com o ótimo desempenho em 2007 o atacante recebeu a Chuteira de Ouro da Revista Placar mas comunicou que não renovaria seu contrato com o Alvinegro carioca.

No inicio da temporada seguinte foi anunciado como reforço do Fluminense e participou do vice-campeonato da Libertadores daquele ano. O jogador era reserva da dupla titular Leandro Amaral e Washington. Dodô nunca caiu nas graças da torcida do Tricolor carioca e em agosto do mesmo ano, foi dispensado.

Após seu desligamento do Fluminense, Dodô foi punido pelo Tribunal Arbitral do Esporte e acabou suspenso por dois anos. O processo era sobre o caso de doping, registrado nos tempos de Botafogo. O jogador só poderia voltar a atuar em 7 de novembro de 2009, ano em que fechou para defender o Vasco em 2010.

O jogador ainda jogou por Portuguesa (2011), Americana (2011), Grêmio Osasco (2013) e Barra da Tijuca (2013).

Hoje, aos anos 40 é o camisa 10 do São Paulo no Campeonato Brasileiro de showbol.

Relembre alguns dos golaços de Dodô: