Opinião: Porque o Palmeiras não merece Paulo Nobre

Paulo Nobre
Foto: Divulgação/Palmeiras

Com a proximidade das eleições para presidente no Palmeiras vimos muitos apoiadores do atual presidente Paulo Nobre, pois bem vamos aos fatos do porque ele não merece continuar.

O Palmeiras caiu para a segunda divisão em 2012 e em janeiro de 2013 o Sr.Paulo Nobre assumiu a presidência. Em fevereiro, ele já cometeu o seu primeiro erro como tal, onde ele vendeu o principal jogador do Palmeiras (Hernán Barcos) e trouce quatro jogadores que então eram reservas do Grêmio e não chegavam nem a jogar metade do que o Barcos jogava. Dizem ainda que erá para vir um quinto jogador que nunca veio.

Voltando um pouquinho, ainda tinha a proposta do Nobre de que ele iria montar um time forte. Após a venda do Barcos veio a eliminação na Libertadores de 2013 para o Tijuana com aquela falha “ridícula” de Bruno. Então, o time ficou focado na serie B, onde montaram um elenco que subiu mas não convenceu.

Em abril, o nosso gênio Paulo Nobre perdeu Alan Kardec para o rival São Paulo por uma diferença risonha de valores, provando que ele não sabe administrar um time. Aí, veio a demissão do Gilson Kleina, que poderia até não ser um excelente técnico, mas com o elenco que o Palmeiras tinha não dava para tirar leite de pedra.

Assim, o esperto Paulo Nobre foi mais longe e em maio acertou com Ricardo Gareca, que só assumiria depois da pausa para a Copa do Mundo, mas como o argentino não conhecia o Campeonato Brasileiro, o treinador não deu certo no time.

Ricardo Gareca não é mais treinador do Palmeiras. O argentino não resistiu à pressão por resultados no Campeonato Brasileiro. No torneio, ele conquistou apenas quatro pontos de 27 possíveis. Em nove partidas na competição, foram sete derrotas, um empate e uma vitória.

No total, Gareca comandou a equipe em 13 jogos, incluindo aí um amistoso pela Copa EuroAmericana e três duelos pela Copa do Brasil. Foram quatro vitórias, um empate e oito derrotas – aproveitamento de 33%.

Então veio Dorival Junior. No começo, as coisas deram uma leve melhorada, mas ultimamente tem só piorando. Nesse ponto nos perguntamos, será que é o treinador que faz o time do Palmeiras jogar mal?
A resposta é muito simples -NÃO!

O erro da equipe é o elenco montado com a contratação de 35 jogadores. Nobre afirma que não tem dinheiro, mas será que se ele fosse um bom presidente ele não teria contratado menos e melhor, paga salários para jogadores que não estão a altura do clube, e acaba deixando o Palmeiras na mesma situação de brigar para não cair para a Série B pela terceira vez.

Sou palmeirense e como todos espero que ganhemos do Coritiba para respirarmos mais tranquilos, mas digo para todos que forem votar para presidente do Palmeiras, votem de verdade, não aguentamos mais ver o Palmeiras nessa situação, e como todos podem ver Nobre já disse que se eleito a base do time é a mesma.

Se Nobre for eleito, vamos brigar contra o rebaixamento novamente ano que vem.