Richarlyson se revolta contra a arbitragem e anuncia fim da carreira

Richarlyson

O jogador Richarlyson, do Vitória, se revoltou contra a arbitragem de Elmo Alves Resenha Cunha, na partida em que seu time foi goleado por 4 a 0 diante do Flamengo. O atleta afirmou que a atuação do árbitro foi determinante para a derrota de sua equipe e que, por não poder fazer nada contra isso, iria encerrar a sua carreira por ali.

LEIA MAIS:
Tabela do Brasileirão: Palmeiras perde, mas Flamengo dá ajudinha
Flamengo x Vitória: Confira os gols da vitória rubro-negra

Richarlyson foi um das grandes revelações do São Paulo na década passada. Jogador moderno e que realiza várias funções dentro de campo (zagueiro, lateral, volante e meia), é atualmente o capitão do Vitória, time treinado por Ney Franco e que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Além do Tricolor Paulista, Richarlyson também atuou pelo Atlético-MG antes de chega à Salvador. No Vitória, Richarlyson é uma das peças principais da equipe, mas ontem (29) sua presença não foi suficiente para impedir a goleada diante do Flamengo. Contudo, nesta derrota, o que mais lhe marcou foi a péssima atuação de Elmo Cunha que, ao deixar de marcar um pênalti em Dinei, foi decisivo para este resultado. A indignação foi tão grande que o jogador afirmou que, após o término do Brasileirão no próximo final de semana, encerrará sua carreira:

Fomos coerentes em todas as reclamações. Eu particularmente encerro minha carreira aqui. Viemos para brigar e ver o que o senhor Elmo fez hoje… Não venho representar uma equipe como o Vitória para ver o que o Elmo fez hoje. A convicção que marcou o gol do Flamengo valeu. Foi um ponto positivo, ok. Mas convicção para não marcar o pênalti a nosso favor foi impressionante. Não vim a passeio, não vim brincar de passear. Não tenho culpa de eles não serem profissionais. Não estou generalizando, tem árbitros bons. Mas o que eles fizeram aqui… Era o jogo da nossa vida, o que esse cara fez hoje aqui, que Deus abençoe a vida dele. Era o jogo da nossa vida. Que o Vitória siga seus passos. O que o Sr. Elmo fez aqui não vale nada. A torcida não merece isso. Somos homens, mas o que ele fez…Estávamos jogando o jogo da nossa vida. Mas não passo mais por isso. O futebol foi muito grato por onde passei. Não vou deixar que árbitros como esse façam isso com minha carreira. Não vou mais passar por isso. Encerro contra o Santos. Passar a vergonha que passei hoje, sem poder fazer nada porque o poder está nas mãos dele. Minha última partida vai ser no Barradão”, desabafou Richarlyson