São Paulo mantém a tradição de ataques poderosos no Brasileirão de pontos corridos

São Paulo

Com o título já confirmado para o Cruzeiro no Brasileirão de 2014, chegou ao fim o sonho do São Paulo em conquistar o seu sétimo título brasileiro, o quarto somente na era dos pontos corridos.

LEIA MAIS
Penalty anuncia despedida de Rogério Ceni e irrita clube e goleiro
Rogério Ceni admite ter filho de dois anos de relação extraconjugal
Último San-São? Relembre gols e defesas de Rogério Ceni contra o Santos

Apesar de não ter mais chances de vencer a competição, o time de Muricy Ramalho pode comemorar a manutenção de uma fama que existe desde que foi instituída a fórmula dos pontos corridos: A efetividade do sistema ofensivo. Até o momento, foram 58 tentos anotados, ficando atrás apenas do Cruzeiro.

Além de ter ganhado a metade de seus títulos nacionais desde 2003, a quantidade de gols marcados por parte do tricolor é elemento de destaque, ficando quase que em todas as edições entre os melhores do torneio. Para se ter uma ideia, das 11 edições realizadas até então nos pontos corridos, já incluindo 2014, somente em 2009 e 2013 o time do Morumbi não esteve entre os cinco primeiros no quesito.

Nas duas partidas que restam (Figueirense, em casa, e Sport, no Recife), a equipe dificilmente não baterá a marca dos 60 gols marcados, algo que não acontece desde 2008.

Se os números forem comparados a 2013, onde a equipe viveu o sufoco do rebaixamento iminente, marcando apenas 39 gols, a evolução fica ainda mais latente.

Veja o desempenho ano a ano do São Paulo em gols marcados no Brasileirão:

2003: 81 gols (4° melhor ataque)

2004: 78 gols (4° melhor ataque)

2005: 77 gols (4° melhor ataque)

2006: 66 gols (melhor ataque)

2007: 55 gols (5° melhor ataque)

2008: 66 gols (2° melhor ataque)

2009: 57 gols (10° melhor ataque)

2010: 54 gols (5° melhor ataque)

2011: 57 gols (5° melhor ataque)

2012: 59 gols (4° melhor ataque)

2013: 39 gols (4° pior ataque)

2014: 58 gols (2° melhor ataque)*



Jornalista formado em 2012 pela FIAM e que tem paixão por esportes, destacando-se Futebol, MMA, Basquete e Automobilismo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports.