Opinião: Teimosia de Dorival Júnior atrapalha o Palmeiras

Crédito da foto: Getty Images
Getty Images

Dorival Júnior vira e mexe fala do imediatismo no futebol, da pressão dos torcedores e dirigentes por resultados em curto espaço de tempo. Ele tem razão em alguns pontos sobre o rumo do futebol brasileiro, mas lhe falta um pouco de autocritica como treinador.

LEIA MAIS
Palmeiras x Sport: Veja os gols da derrota palmeirense

O treinador e sua teimosia em manter a mesma escalação com jogadores contestados, a demora nas mudanças durante o jogo e falta de explicação para deixar os argentinos no banco. O time não tem dinâmica, é inconsistente do ponto de vista tático, deixando espaços ao adversário e errando muitos passes.

Analisando bem, a impressão que passa é quando um treinador está desempregado ele tem uma visão muito mais coerente da situação do futebol como um todo, mas quando está trabalhando não pensa muito pois está com uma situação relativamente tranquila com um contrato bem amarrado.

Nas derrotas e insistências é que se nota as deficiências do seu trabalho.

A análise aqui não é colocar a culpa no treinador por todos os erros do Palmeiras na gestão Paulo Nobre e sim dentro de campo nesse momento em que o time corre perigo de rebaixamento. É chato ter que recorrer a seu histórico e perceber que os rumos de seus comandados são parecidos com aqueles clubes por qual também esteve no rebaixamento.



Apaixonado por futebol. Fanático pelo meu clube de coração, mas mantenho uma visão critica e imparcial de todos os clubes, sem misturar paixão e razão.