Opinião: Vai, Galo Doido! Incontestável e épico, de novo

De quase um ano e meio para cá, o Clube Atlético Mineiro exorcizou fantasmas do passado, venceu Libertadores, Recopa, e agora conquista sua primeira Copa do Brasil. Títulos estes alcançadas de maneira única e incontestável, sob roteiro espetacular.

Mostrou ser o único time capaz a enfrentar o Cruzeiro de variadas formas. Pelo Brasileiro, derrotou o rival no turno e no returno. É verdade que o Corinthians fez o mesmo, porém sempre exercendo o papel de franco-atirador. O Galo triunfou adotando a mesma tática corintiana, mas também atacou, sufocou e dominou as ações, tanto na partida de ida da final no Independência, quanto na decisão de hoje.

Provou também que sabe ganhar sem sofrer. Diante de Tijuana, Newell’s, Olimpia, Lanús, Corinthians e Flamengo, foi preciso recorrer a viradas improváveis. Contra a Raposa, a vantagem por 2-0 era a favor, cenário inédito até então. Mas pelo jeito só o Atlético consegue reverter uma situação dessa.

Parabéns, Galo! Ao Cruzeiro também, pois ser bicampeão brasileiro de forma avassaladora é digno de aplausos.

Minas Gerais é dono do futebol nacional por mais um ano.



Estudante de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie e alucinado por futebol.