Veja as principais dificuldades do Palmeiras para se livrar do rebaixamento

Palmeiras
Getty Images

O fantasma do rebaixamento assombra novamente o time alviverde e faltando uma rodada para o fim do Brasileirão analisamos alguns fatores que levaram novamente o clube a esta situação desesperadora:

LEIA MAIS
Agora reeleito, relembre os maiores erros do mandato de Paulo Nobre
Opinião: Vitória de Paulo Nobre é a derrota do futebol no Palmeiras

1 – Dependência de um jogador inconstante: Valdívia tem apenas 16 jogos pelo Palmeiras no Brasileirão, menos de um turno, é um jogador que convive com lesões, convocações e costuma ser inconstante dentro das partidas disputadas, alterna lances geniais e momentos bizarros, expulsões, quando perde a cabeça e prejudica o time.

2 – Elenco inchado e sem qualidade: no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras usou nada mais nada menos do que 46 jogadores com esse número é a equipe que mais utilizou jogadores no campeonato, nomes que nem mesmo a torcida irá se recordar: Josimar, Miguel, Thiago Alves.

3 – Aposta em jovens jogadores: quando nada da certo, resta ao time usar a base, eis que está o problema. Os jovens jogadores entram em uma cilada e podem não estar preparado, neste cenário o Palmeiras conta com suas revelações em posições delicadas como zaga e meio campo, sendo eles: João Pedro (17 anos), Nathan (19 anos), Victor Luís (21 anos) e Renato (22 anos) titulares.

4 – Ataque vive seca de gols: Nos últimos cinco jogos, o Palmeiras fez apenas um gol. Apesar de ter um dos artilheiros da competição, Henrique não vive uma boa fase e não marca gols a 5 jogos, o último foi no clássico diante o Corinthians.

5 – Quatro derrotas seguidas e pelo mesmo placar (2×0): uma para o time reserva do Atlético MG, uma em clássico contra o São Paulo, uma na estreia da Allianz Parque para o Sport e uma na última rodada para o Coritiba, no Couto Pereira. Os últimos dois (Sport e Coritiba) eram confronto diretos que se o Palmeiras vencesse estaria praticamente salvo da degola. E mais uma derrota para o Internacional por 3×1 no Beira-Rio.

6 – Pressão da torcida, ano de centenário e já que não vieram títulos nada mais justo para a torcida que não venha o rebaixamento também. A torcida palmeirense não suporta mais conviver com a falta de título, apenas dois de expressão nos últimos 10 anos (Paulistão e Copa do Brasil) e praticamente no mesmo período o Palmeiras amargou dois rebaixamentos também.

7 – Coincidências com 2002: no ano em que o time caiu pela primeira vez o Ituano também havia sido campeão Paulista, o Real Madrid também foi campeão da Champions League e a única coincidência que não se confirmou foi o título do Brasil na Copa, mas isso são apenas coincidências, cabe ao Palmeiras vencer um dos dois jogos restantes para se ver livre do pesadelo do rebaixamento.

Foto: Getty Images



Jornalista em formação. Fanático por esportes, principalmente futebol. Vivo em busca de desafios e oportunidades que a vida me proporciona.