Cinco razões para a não classificação do Grêmio à Copa Libertadores-15

15839059652_aaebda9b05_z

O Grêmio foi derrotado pelo Bahia (1 a 0), no último domingo, na Arena Fonte Nova, em jogo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro e deu adeus à vaga na Copa Libertadores-2015. Faltando apenas uma rodada para o final da competição, o time, agora na sétima colocação, manteve seis pontos de desvantagem em relação ao Corinthians, quarto colocado, e não alcançará mais o rival.

VEJA MAIS:

Opinião: Sem a vaga na Libertadores, Grêmio precisa iniciar o planejamento para 2015

Reveja o gol sofrido pelo Grêmio na derrota para o Bahia

Confira cinco razões para a não classificação do Grêmio ao torneio mais cobiçado das Américas.

Início de campeonato ruim: Perda de pontos preciosos quando Enderson Moreira ainda era o técnico. Time chegou a frequentar a zona do rebaixamento na primeira rodada.

Fraco de poder de criação da equipe: Carência de meias no elenco. Em vários momentos do campeonato coube aos volantes a missão de abastecer os atacantes.

Tropeços contra concorrentes diretos à Libertadores: Derrotas nos dois turnos para São Paulo e Cruzeiro e revés contra o Corinthians no returno.

Descontrole emocional dos atletas na reta final do campeonato. Jogadores entraram na pilha do técnico Luiz Felipe Scolari, que abusou do direito de reclamar contra as arbitragens.

Falta de ousadia do treinador. Contra o Corinthians, o jogo-chave para a classificação, o Grêmio adotou postura extremamente cautelosa. Pouco agrediu o adversário, que venceu e abriu larga vantagem de seis pontos, algo determinante para a eliminação gremista.

 

crédito foto: Site oficial do Grêmio



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)