Empresário afirma que Gareca foi traído no Palmeiras e culpa goleiro da base por insucesso

Palmeiras
Crédito da foto: Getty Images/Arquivo

O técnico argentino Ricardo Gareca saiu e não deixou nenhuma saudade no Palmeiras. Pelo bom trabalho feito no Vélez Sarsifield chegou como uma promessa no Brasil e também com moral, já que indicou alguns argentinos de confiança e teve todos. Porém não foi bem, em nove jogos foram: sete derrotas, um empate e uma vitória, um aproveitamento de 14,8%. Em entrevista a Rádio Jovem Pan, José Luiz Galante, seu agente, explicou o fracasso do treinador.

LEIA MAIS
Mercado da bola: Ricardo Oliveira revela que foi procurado pelo Palmeiras
Mercado da bola: Cruzeiro, Internacional e Palmeiras ainda sonham com Fred

Galante foi o representante para trazer Gareca ao Palmeiras. Ele defendeu os jogadores argentinos do Verdão, das declarações de Dorival Júnior que afirmou que os hermanos não estavam bem para jogar na reta final do Brasileiro.

“Os jogadores argentinos foram sacrificados a jogar, mesmo estando fora de forma por não terem participado da pré-temporada, esse não foi o caso do Mouche. O Tóbio estava liberado pelo departamento médico diferentemente do Valdívia. O chileno jogou e ele não. Não acho que houve perseguição, mas acredito que o Dorival não foi bem orientado pela gerência do clube na época”, explicou Galante.

O empresário também foi fiel ao treinador e chegou a culpar o goleiro Fábio, que atuou enquanto Prass esteve machucado, pelo fracasso de Gareca no Palmeiras.

“Vou apenas colocar minha posição de quem presenciou a chegada dele (Gareca) e ficou ao lado dele nesses quatro meses. O Gareca é um homem sério, correto e se encantou com a possibilidade de treinar uma equipe da grandeza do Palmeiras. Ele ficou muito triste por tudo o que aconteceu, foram sete derrotas com sete frangos do goleiro. Há coisas que você precisa analisar.”

Segundo José Luiz Galante, Gareca ainda tem um carinho pelo Palmeiras e diz que o treinador ficou chateado pela situação que a equipe se encontrou até a última rodada do Brasileirão. O agente afirma que o argentino foi traído dentro do clube, mas não por Paulo Nobre.

“Vou contar mais detalhes disso (saída de Gareca) futuramente. Nada o conforta, ele queria que o Palmeiras tivesse em outra situação. As pessoas podem não acreditar, mas tem gente boa dentro do futebol. Conheço o Palmeiras bastante e sei que o Gareca foi traído. Não pelo presidente, mas foi traído”. E para finalizar falou sobre o futuro dos argentinos no Palmeiras.

“A situação dos jogadores hoje é clara no Palmeiras. A princípio, o clube tem interesse de ficar com os quatro no elenco. Eles mesmo querem ficar para mostrar o que não conseguiram mostrar nesses últimos meses no clube”, finalizou Galante.

Foto: Getty Images



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.