Felipão troca de lado e agora critica CBF. O que mudou nos últimos quatro meses?

Getty Images

Há pouco mais de quatro meses, o técnico Luiz Felipe Scolari vestia o uniforme da CBF e defendia a sua empregadora que comanda o futebol brasileiro a todo custo. Hoje, Felipão passou a ser mais um crítico da forma com que a entidade conduz o esporte no país. Mas o que mudou nos últimos meses?

LEIA MAIS
Bahia x Grêmio: Tricolor baiano vence e tira gaúchos da Libertadores
Veja alguns destaques da Série B que podem reforçar seu time

Será que a opinião de Felipão mudou tanto em um curto espaço de tempo ou ele já pensava isso quando comandava a seleção e não tornava isso público?

O fato é que as últimas rodadas mostraram o treinador revoltado com a CBF e a arbitragem. Segundo o treinador, as equipes que iriam para a Libertadores já estavam escolhidas e o seu Grêmio não estava na lista, por isso, ele teria sido prejudicado de forma proposital nas rodadas finais do Brasileirão.

Nesta segunda, o STJD definiu a punição de três jogos para Scolari pela expulsão na partida contra o Cruzeiro, na 35ª rodada. O motivo, reclamação com o quarto arbitro.

Recentemente, o técnico reuniu jornalistas para mostrar vídeos que mostravam a sua equipe sendo prejudicada na partida contra o time mineiro.

Com a punição, o Brasileirão acabou para o treinador. O Grêmio joga na última rodada contra o Flamengo e não tem mais chances de ir à Libertadores e Felipão não poderá estar no banco. Boa notícia para o trio de arbitragem.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.