Kalil desdenha de títulos Brasileiros do Cruzeiro: “jogamos no ralo”

O presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, está exercendo seus últimos dias como mandatário do alvinegro, mas não deixa de lado o estilo falastrão que o deixou famoso no cargo. Em entrevista coletiva concedida na manhã desta segunda-feira, Kalil alfinetou o rival Cruzeiro, afirmando que o Atlético-MG trucidou o rival na final da Copa do Brasil.

LEIA MAIS:
Opinião: Rebaixamento ensinou Atlético-MG a ficar de pé
Kalil diz estar “cag…” para o Cruzeiro na véspera de 1º jogo da final; Entenda

“Pegamos dois títulos Brasileiros do Cruzeiro, batemos no liquidificador e jogamos no ralo. Não tem maquiagem. Eles ganharam dois títulos Brasileiros, mas batemos neles na final. A Copa do Brasil é o título mais importante de Minas, foi a imprensa quem falou”, declarou, eufórico, o futuro ex-presidente.

Empolgado, Kalil ainda disse que considera a conquista da Copa do Brasil mais importante que o da Libertadores do ano passado e que o rival, Cruzeiro, no período de três semanas em que a finalíssima esteve em pauta, só fez “palhaçadas”.

“O título em cima do Cruzeiro foi, na minha gestão, o melhor que tive. Alguns podem achar que foi o da Libertadores. Enquanto isso, o Cruzeiro só fez palhaçadas. Igual ao Mussum, Didi e Zacarias”, debochou Kalil.

Presidente do Atlético-MG desde 2009, Alexandre Kalil colecionou gafes e desafetos devido ao estilo folclórico de se posicionar.

Um dos casos mais marcantes foi quando anunciou, pelo Twitter, que o atacante francês Anelka já estaria contratado para defender o Galo em 2014. A negociação nunca se concretizou (o próprio jogador negou que tivesse sequer conversado com o clube sobre isso) e a situação virou arsenal para piadas dos rivais.

Foto: Reprodução

 



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...