Opinião: Não importa encontrar os culpados, o que importa é o Botafogo

Todo crime produz culpados, mas eles não são mais importantes do que as vítimas. A preocupação em apontar o dedo para quem cometeu o ato é positiva, mas não tanto quanto buscar meios de cuidar daqueles que sofrem com crime que foi cometido. Ontem, quando Leandro Damião fez dois gols no Botafogo, muitas pessoas listaram os culpados pelo rebaixamento do Glorioso, mas elas não importam, pois o Botafogo é o mais valioso.

LEIA MAIS:
Santos x Botafogo: Veja os gols de Damião que rebaixaram o Botafogo
Após rebaixamento do Botafogo, Sheik causa polêmica na internet

Esse era para ser o melhor ano do Botafogo desde 1995. O time estava na Libertadores depois de quase duas décadas sem participar. O time tinha Clarence Seedorf com a camisa 10 e era um modelo para o futebol carioca, mas as coisas não saíram como o esperado. Os motivos são vários e não vale a pena ficar enumerando-os, pois eles não são mais importantes do que o Botafogo.

A preocupação com o Botafogo é uma só: o futuro deste time centenário que faz parte da história do futebol carioca e brasileiro. Ora, no passado foram Garrincha, Nilton Santos, Zagallo, Amarildo, Manga, Paulo César Caju, Túlio, entre outros que passaram por lá e deram tanto orgulho ao Glorioso. Relembrar o passado vitorioso nessa horas é importante para não se esquecer à qual lugar se pertence.

O que passou já não pode ser mudado, mas o futuro ainda será feito. O Botafogo dos próximos anos será consequência do que for feito nos próximos dias. Por isso é importante não gastar tempo apontando os culpados pelo fracasso e sim pensando em como obter sucesso lá na frente. As pessoas passam, os jogadores se aposentam e até mesmo os torcedores morrem, contudo, o Botafogo é e será para sempre eterno.