5 revoluções que o Fox Sports já fez em três anos de Brasil

O Fox Sports está em seu quarto ano de Brasil. A emissora começou suas atividades em janeiro de 2012 e chegou com a Libertadores como seu grande carro-chefe. Já mostrou, desde então, os títulos de Corinthians, Atlético-MG e San Lorenzo no torneio. E causou algumas “revoluções” na televisão brasileira.

LEIA MAIS
Mauro Beting é eleito o melhor comentarista da TV; Neto é o pior

O Torcedores.com listou quais foram os grandes choques provocados pelo Fox Sports nos três anos de atividades do canal. Confira abaixo:

1) Peitou a Globo e passou uma Libertadores sozinha na TV por assinatura

Globo

O Fox Sports chegou ao Brasil em 2012, mas já tinha os direitos de transmissão da Libertadores desde muitos anos antes. Sem um canal no país, eles eram sempre vendidos para a Globo e o SporTV, que chegava inclusive a licenciar para o BandSports, como aconteceu em 2010 e 2011.

Com a criação da versão brasileira do canal, famoso em toda a América, a empresa decidiu usar seus direitos e tirar o SporTV da parada. Assim, o Fox Sports também teve um fator de peso para negociar sua entrada nas principais operadoras de TV por assinatura do Brasil, que dificultavam a criação de concorrentes para os canais da Globo, empresa que detém participação acionária nas duas maiores empresas do ramo, Sky e Net. O SporTV perdeu “apenas” a Libertadores que o Corinthians ganhou.

2) Tirou PVC da ESPN Brasil

PVC-no-Fox-Sports-615x400

Pouca gente imaginaria que Paulo Vinícius Coelho, o PVC, sairia da ESPN Brasil um dia. O jornalista parecia destinado a fazer daquele canal a sua casa eterna, como tem sido para outros nomes brilhantes da profissão, como José Trajano e Juca Kfouri. Mas o Fox Sports conseguiu. Aproveitando um período de mudanças na concorrente, o canal contratou PVC no fim do ano passado.

3) Levar o padrão “TV aberta” para a TV fechada

bancada_fsr_divulgacao

Os canais esportivos de TV por assinatura pareciam um mundo à parte para quem chegava da TV aberta. SporTV e ESPN Brasil tinham programações bastante voltadas para o amante do esporte, conteúdos específicos e programas com temáticas bem definidas para fãs de verdade de modalidades que nem sempre tinham espaço na mídia.

O Fox Sports não teve medo de ser um canal com “cara” de TV aberta. Coloca programas de debates ao longo do dia naquele padrão já conhecido dos tempos de Debate Bola da Record: muita gritaria, rumores de contratações aos montes, e mais de três pessoas falando ao mesmo tempo.

4) Fazer narração humorística em plena Copa do Mundo

Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

O Fox Sports contratou Paulo Bonfá, o eterno narrador do antigo RockGol, da MTV, e montou transmissões especiais e paralelas com convidados e muito humor para ser exibidas no Fox Sports 2 durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Nomes ditos de maneira engraçada, as piadas dos tempos de campeonato entre bandas, tudo apareceu na tela do Fox Sports.

5) Deixar a Globo sem o Corinthians na Libertadores e ainda colocar o jogo numa terça às 19h30

()  SPO

Quem conhece a Globo sabe o quanto a emissora prefere, por audiência, transmitir os jogos do Corinthians. Se a competição em questão for a Libertadores, isso triplica. Pois bem, o Fox Sports fez valer seus direitos e colocou uma partida do Timão na Libertadores de 2015 em uma terça-feira às 19h30, deixando até o SporTV de fora. Exclusividade total. A Globo teve que ficar com São Paulo x San Lorenzo.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.