Automobilismo vive fim de semana “retrô” com vitórias de Ferrari, Rossi e Montoya

De favoritos em suas respectivas pistas no passado a coadjuvantes nos últimos tempos. O tempo foi cruel, em maior ou menor escala, Valentino Rossi, Juan Pablo Montoya e a escuderia Ferrari. Mas quem foi rei nunca perde a majestade. Neste final de semana, isso ficou mais do que provado.

LEIA MAIS
GP do Catar de MotoGP mostra que panela velha é que faz comida boa
Montoya vence GP de St. Petesburg da Indy; veja os melhores momentos
Vettel vence na Malásia e põe Mercedes em alerta

Neste domingo, o trio mostrou que ainda têm lenha para queimar.

O primeiro a ressurgir foi o carro vermelho da Ferrari, que voltou ao ponto mais alto do pódio com o alemão Sebastian Vettel – outro que veio de um ano para esquecer. A Ferrari de Vettel foi a vencedora do Grande Prêmio da Malásia, segunda etapa da temporada 2015 da Fórmula 1. A última vez que a escuderia italiana conseguiu um triunfo foi em maio de 2013, com Fernando Alonso vencendo o Grande Prêmio da Espanha. Ferrari é sempre Ferrari. Embora ainda não tenha um carro tão “redondo” quanto o da Mercedes, a escuderia está melhor do que no ano passado. Pode surpreender.

A seguir, foi a vez de o colombiano Juan Pablo Montoya brilhar no circuito de St. Petesburg, que abriu a temporada da Fórmula Indy nos Estados Unidos. Se durante a estadia na Fórmula 1 (entre 2001 e 2006, na Williams e na McLaren), o sul-americano não conseguiu grandes resultados, Montoya fez história na Indy. Na primeira passagem pela categoria, entre 1999 e 2000, ele teve um desempenho de estrela: foi campeão em 1999 e venceu, em 2000, as 500 Milhas de Indianápolis. De volta à Indy em 2014, terminou a temporada em 4º lugar. É candidatíssimo ao título em 2015.

Por fim, Valentino Rossi (foto). O italiano foi o mais rápido na primeira prova da temporada 2015 da MotoGP, disputada em Doha, no Catar. A bordo da Yamaha, o eterno piloto do número 46 saiu do 8º posto no grid de largada para cruzar a linha de chegada em primeiro. Foi a 83ª vitória de Rossi na categoria. Aos 36 anos, Rossi mostrou que está com fôlego para buscar o oitavo troféu da MotoGP.

Foto: Getty Images

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @matheusadami



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.