Enquanto Zico jogou no Flamengo, o que sobrou para os rivais? Confira

flamengo

Arthur Antunes Coimbra, mais conhecido como Zico, é o maior jogador da história do Flamengo. Com 831 gols na carreira, sendo 508 apenas com a camisa Rubro-Negra, o Galinho de Quitino também é o maior artilheiro da história do clube e do Maracanã, estádio no qual balançou as redes 333 vezes. Hoje, no dia 3 de março, o eterno camisa 10 da Gávea comemora 62 anos de vida e o Torcedores.com tem o prazer de homenageá-lo.

LEIA MAIS:
Relembre 5 jogos inesquecíveis de Léo Moura pelo Flamengo
Oswaldo de Oliveira revela para qual time torcia na infância

Com duas passagens pelo Fla (1971 a 1983; 1985 a 1989), Zico soma no total aproximadamente 16 anos de serviços prestados como jogador profissional do Rubro-Negro, o que, aliás, começou em 1971, em uma partida contra o Vasco da Gama, cujo placar terminou 2 a 1 para o time da Gávea. De lá até 1983, Zico só jogou no Flamengo e conquistou 6 Campeonatos Cariocas (1972,1974,1978,1979, 1979 – especial e 1981), 3 Campeonatos Brasileiros (1980, 1982 e 1983), 1 Libertadores da América (1981) e 1 Mundial de Clubes (1981).

No mesmo período, por exemplo, os rivais regionais não tiveram vida fácil. Durante a primeira passagem de Zico pelo Flamengo, o Fluminense conquistou apenas 5 Campeonatos Cariocas (1971, 1973, 1975, 1976 e 1980), enquanto o Vasco venceu apenas 2 Cariocas (1977 e 1982) e o Brasileirão de 1974. O Botafogo, por sua vez, não conquistou título.

O jejum do Alvinegro, aliás, só se encerraria em 1989, último ano da segunda passagem de Zico pela Gávea, quando o clube seria campeão carioca após 21 anos sem títulos. Em 1989, o Vasco também deu uma volta olímpica ao levar o Campeonato Brasileiro para São Januário, sendo que antes o Gigante da Colina havia conquistado 2 Campeonatos Cariocas (1987 e 1988).

O Flu, nesse período que vai de 1985 a 1989, ganhou apenas o Campeonato Carioca de 1985, já que o Brasileiro de 1984 não pode ser considerado para esta análise, uma vez que Zico estava na Itália, defendendo a Udinese.

Em sua segunda passagem pelo Flamengo, Zico conseguiu apenas dois títulos: Campeonato Carioca de 1986 e Copa União de 1987. Já era hora de o futebol se preparar para perder um dos seus melhores jogadores de todos os tempos e, em 2 de dezembro de 1989, Zico despediu-se do Rubro-Negro carioca vencendo o Fluminense em um amistoso por 5 a 0.