Itália joga bem mas fica só no empate com a Inglaterra; confira

Apesar do jogo movimentado, a Itália teve mais chances de vencer o amistoso frente à Inglaterra. Com lugares vazios e pouco interesse italiano, inglesas marcaram prevenção no Juventus Stadium e fizeram muito barulho.

LEIA MAIS:
Estados Unidos não vence, mas convence; assista
Holanda vence Espanha por 2 a 0 em Amsterdam

A pressão era grande. O empate com a Bulgária no último sábado não agradou a imprensa italiana que cobrou uma melhor atuação contra a Inglaterra, que havia vencido a Lituânia por 4 x 0 na eliminatória da Eurocopa com gol da jovem promessa Harry Kane. Antonio Conte não convocou De Rossi e Balotelli por questões técnicas e Pirlo, lesionado. Para quem acompanha os campeonatos italiano e inglês, entendeu a ausência do meio campista da Roma e do atacante reserva do Liverpool. Ambos de fato não vem mostrando o bom futebol de outros tempos. Já Pirlo, faz falta para qualquer técnico em perfeito juízo.

Antes da partida começar, os assentos desocupados no Juventus Stadium chamaram a atenção. Dos 41 mil ingressos que foram colocados à venda, quase 30 mil foram vendidos, apenas. Os ingleses, por outro lado, lotaram o setor destinado aos visitantes e fizeram sua típica festa regada a muita cerveja. O desinteresse dos italianos desde a Copa do Mundo ficou evidente, mesmo com ingressos à 20 euros.

O jogo foi melhor do que o esperado. Muito movimentado, com muito toque de bola e disputas fortes. Não parecia um amistoso. A Itália agredia a Inglaterra pelas laterais e se preocupava organizar seu sistema defensivo para evitar a boa movimentação de Rooney e Kane, principalmente. O brasileiro Eder e Pellè se destacaram no primeiro tempo junto do zagueiro Chiellini, que comandou a defesa Azzurra. Buffon foi um mero espectador no primeiro tempo. A Inglaterra fez uma única jogada perigosa de ataque nos primeiros 45 minutos que assustou os torcedores italianos. Rooney pegou uma sobra de fora da área e carimbou o travessão. O capitão, que está há dois gosma de se tornar o maior artilheiro do English Team, abusou dos lançamentos que eram milimetricamente bem colocados e transformaram as jogadas em perigosos contra ataques. O gol italiano saiu em uma boa jogada pela direita onde Chiellini cruzou e Pellè cabeceou para infelicidade do goleiro Hart. O final do primeiro tempo deixou a impressão de que o 1 x 0 foi pouco pela quantidade de chances produzidas pela Itália.

Já na segunda etapa, as substituições que são típicas nos amistosos começaram a mudar a cara do jogo. Apesar da entrada de grandes nomes como Verratti, Immobile, Townsend, Carrick e Walker, a Inglaterra passou a ter mais posse de bola e incomodar mais a defesa italiana. Nada que tirasse o equilíbrio da partida. A Itália seguiu perdendo chances de gol e Buffon não deixava que os ingleses empatassem a partida. Henderson se destacou nas armações das jogadas e suprindo a ausência do seu companheiros de Liverpool, Steven Gerrard. A Azzurra pagou caro pelas chances perdidas quando Townsend acertou lindo chute de fora de área e salvasse seus companheiros de uma derrota certa.

O que provavelmente se destacou como o melhor amistoso desta terça feira, deixou os torcedores italianos satisfeitos com a recuperação da Seleção e no que produziu o meio de campo sem a presença do capitão Andrea Pirlo. Os ingleses, por sua vez, voltam satisfeitos para casa, com a sensação de dever cumprido, após grande goleada nas eliminatórias e por terem conquistado o empate no clássico fora de casa. Rooney definitivamente é mais importante para sua equipe atuando no meio de campo. Principalmente agora que um grande talento chegou para comandar o ataque do English Team.

Veja os gols da partida entre Itália 1 x 1 Inglaterra:

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista Esportivo formado pelo Mackenzie e pela UCLA com passagem pela Rádio Bandeirantes, fundador do perfil Arquivo do Futebol (@futebolarquivo) e jornalista do MLS Brasil. Escreve para o Torcedores.com desde 2014. Twitter: @paulogcanova