Moisés Lucarelli: a história do nome do estádio em que o Palmeiras perdeu para o Red Bull

Reprodução/Facebook

Após vencer o São Paulo por 3 a 0 no meio da semana, o Palmeiras foi à Campinas enfrentar o Red Bull Brasil, no estádio Moisés Lucarelli. O palco da partida é um dos mais tradicionais cenários do futebol brasileiro, sendo de propriedade da Ponte Preta. Chamado também de Majestoso, o local homenageia um grande nome da história da Macaca e o Torcedores.com explica quem é esse homem.

LEIA MAIS:
Veja em quanto tempo o seu time quitará as dívidas com o Governo
Edmundo declara que se tivesse jogado apenas em Vasco ou Palmeiras seria mais feliz
Wesley, do São Paulo, provoca o Palmeiras após derrota para o Red Bull; veja

Moyses Lucarreli (o seu nome tem “y”, embora o do estádio seja com “i”) foi um dos idealizadores do estádio, ao lado dos amigos Olímpio Dias Porto e José Cantúsio. Foram eles que tiveram a iniciativa de reunir dinheiro para comprar um terreno que daria origem à casa da Ponte Preta. O protagonismo de Lucarelli se deve ao fato de ter sido ele o mais envolvido em arrecadar o dinheiro dos sócios do time de Campinas para a construção do monumento.

O homem que dá nome ao estádio da Ponte Preta nasceu em 4 de fevereiro de 1900, em Limeira, São Paulo, mas desde cedo se mostrou envolvido e apaixonado pela Ponte Preta. Aos 17 anos inciou sua história no clube, um time de apenas “11 camisas”, como era chamada pejorativamente a equipe campineira por não ter um estádio próprio para jogar. Isso não o desmotivou e, em 12 de setembro de 1948, inaugurou o tão sonhando estádio de futebol da Ponte Preta.

De lá para cá, grandes públicos e partidas ajudaram a fazer a história do Moisés Lucarelli, cujo patrono faleceu em 24 de março de 1978, aos 78 anos de idade. Ontem, o Red Bull, um clube fundado em 18 de abril de 2007, usou o resultado do esforço de Lucarelli para vencer o Palmeiras por 2 a 0. O resultado pode até parecer sem relação com a história de Moysés, mas foi dele a Lei de Acesso no Futebol Paulista, uma medida pioneira e que garantiu o direito de clubes de divisões inferiores chegar à elite do futebol local , pelo seu próprio esforço, como é o caso do Reb Bull.

Foto: Divulgação/Internet