Na semi de Miami, Melo e Soares não perdem juntos há três anos

Se com seus parceiros fixos no circuito Marcelo Melo e Bruno Soares são dois dos melhores duplistas da atualidade, jogando juntos o resultado não é diferente. Ao obter lugar nas semifinais do Masters 1000 de Miami nessa terça-feira, a dupla mineira chegou a incríveis 13 partidas de invencibilidade. Melo e Soares não perdem uma partida quando estão do mesmo lado da rede desde as quartas de final dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, quando caíram frente aos franceses Michael Llodra e Jo-Wilfried Tsonga.

Desde então, voltaram a atuar juntos no ATP 250 de Estocolmo naquela mesma temporada, quando se sagraram campeões, e defendendo a bandeira do Brasil na Copa Davis, em que mantêm um retrospecto invejável de nove vitórias em 10 partidas (90%) na competição. O desempenho dos mineiros é melhor até se compararmos ao dos irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, atuais líderes do ranking e maior dupla da história do esporte.

Aliás, os Bryan, ainda nas quartas em Key Biscayne, podem cruzar no caminho de Melo e Soares na decisão em Miami. Os brasileiros, parceria cabeça de chave 3, enfrentam na semifinal o par formado pelo americano Jack Sock e o canadense Vasek Pospisil, atuais campeões de Wimbledon.

Essa já é a melhor campanha de Melo e Soares na Flórida. Quando foram parceiros fixos no circuito, entre 2010 e 2011, os mineiros sequer passaram da estreia no segundo Masters 1000 da temporada nessas duas participações.

Melo e Soares estão disputando juntos a chave de 2015, pois o croata Ivan Dodig, parceiro do primeiro, está machucado, e o austríaco Alexander Peya, companheiro de Soares, está acompanhando o nascimento do segundo filho.

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.

Foto: Divulgação



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.