STJD multa Moto Club e atletas por briga e arremesso de garrafa de plástico no campo

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva(STJD) anunciou nesta segunda-feira(30) a decisão sobre o arremesso de uma garrafa plástica por parte de um torcedor. O episódio ocorreu na partida entre Moto Club x Piauí, válida pela última rodada da Copa do Nordeste 2015.

LEIA MAIS:

Copa do Nordeste: Em jogo sonolento, Náutico bate Moto Club e assume liderança do grupo C

O clube maranhense terá que pagar 5 mil reais de multa, devido à ação de torcedores que arremessaram garrafas plásticas em direção à arbitragem. A pena foi reduzida para o valor informado devido à ação do próprio clube, que desde 2014 tenta acabar com atos de vandalismo e brigas por parte de sua torcida.

Em depoimento, o Subprocurador William Figueiredo afirmou: “O que foi feito em campo pelos atletas acaba se refletindo na torcida. O árbitro agiu corretamente, fez as expulsões. Com relação ao lançamento de objeto, não basta provar ações de prevenção, há a necessidade de identificar e conduzir o infrator para efetuar registro (Boletim de Ocorrência)”.

Além da multa pelo objeto, alguns jogadores do Moto Club foram julgados e punidos pela briga ocorrida no mesmo jogo, em que 5 jogadores foram expulsos de campo. Wanderley, do Moto Club, Bruno Ernandes e Natan, do Piauí receberam 4 jogos de punição. Luís Fernando e Davyson, do Moto e Rafael Negrão e Lucas do Piauí receberam 5 partidas de suspensão.

Confira a briga no jogo entre Moto Club x Piauí:

 

Foto: Reprodução/ STJD



Estudante de Jornalismo na UFPE, fã de esportes, apaixonado por futebol mas também rugby e futebol americano.