Tudo o que você precisa saber para a temporada 2015 da Indy

A temporada 2015 da Fórmula Indy, categoria muito popular sobretudo nos Estados Unidos, começa neste domingo (29), às 16h (de Brasília) no circuito misto de St. Petesburg, na Flórida. E, diferentemente da Fórmula 1, onde são coadjuvantes, os pilotos brasileiros têm tudo para fazer bonito.

LEIA MAIS
Hamilton bate Vettel na chuva e leva a pole do GP da Malásia

São dois os representantes do país na Indy: Helio Castroneves (foto), da Penske, e Tony Kanaan, da Chip Ganassi. A dupla, sem patriotismo aqui, pode ser considerada favorita ao título.

Vice-campeão em 2013 e 2014, Castroneves está em uma equipe que foi a melhor no ano passado. Fez o campeão (com Will Power) e o 4º colocado, com o colombiano Juan Pablo Montoya. Além disso, se reforçou com o francês Simon Pagenaud. A Penske vem forte. E depois de ficar no quase por dois anos consecutivos, Castroneves – que, apesar de três vitórias nas 500 Milhas de Indianápolis, nunca foi campeão na Indy – tem excelente chance de mudar o quadro e entrar para a galeria dos campeões.

Para isso, terá de passar por Kanaan e companhia. A Ganassi continua forte, capitaneada pelo neo-zelandês Scott Dixon (campeão da Indy em 2003, 2008 e 2013) segue firme e forte no time. Kanaan, que era “estreante” no time em 2014, já está mais adaptado e pode bagunçar no grid. Vale lembrar que, além da vitória nas 500 Milhas de Indianápolis em 2013, com a KV Racing, o baiano foi campeão da Indy em 2004 a bordo da Andretti. Graham Rahal e Charlie Kimball completam o time.

A Andretti, aliás, pode ser considerada a terceira força. É a equipe do campeão de 2012, Ryan Hunter-Reay. É o principal piloto da equipe, que conta também com o colombiano Carlos Muñoz, o americano Marco Andretti e a suíça Simona de Silvestro – ela, garantida apenas para a primeira prova.

Neste ano, a Indy terá o retorno das largadas em movimento – em 2013 e 2014, os pilotos largavam igual à Fórmula 1, parados, algo não usual na Indy. Marca da categoria, o equilíbrio deve prevalecer entre os 12 pilotos das três principais equipes.

CALENDÁRIO

A temporada 2015 terá 16 provas, divididas em 15 circuitos, já que, em Detroit, haverá “rodada dupla”. Todas, menos a de Toronto, que é no Canadá, são sediadas nos Estados Unidos. Brasília receberia a etapa inaugural no dia 8 de março. Mas, por conta de problemas, a prova foi cancelada.

Desta forma, o calendário 2015 da Indy ficou assim:

29/3 – St. Petesburg
12/4 – Louisiana
19/4 – Long Beach
26/4 – Alabama
9/5 – Indianápolis (EUA)
24/5 – 500 Milhas de Indianápolis
30/5 – Detroit
31/5 – Detroit
6/6 – Fort Worth
14/6 – Toronto
27/6 – 500 Milhas de Fontana
12/7 – Wisconsin
18/7 – Iowa
2/8 – Mid-Ohio
23/8 – 500 Milhas de Pocono
30/8 – Sonoma

PONTUAÇÃO
Na Indy, todos os pilotos pontuam. E, diferentemente da Fórmula 1, duas etapas conferem o dobro de pontos aos pilotos: as 500 Milhas de Indianápolis e a prova de Sonoma, que encerra o ano. Além disso, são dados pontos de bónus ao polé position (2), ao piloto que liderar o maior número de voltas (2) e para quem liderar ao menos uma volta (1).

A pontuação padrão da Indy é a seguinte:

1º lugar – 50 pontos
2º – 40
3º – 35
4º – 32
5º – 30
6º – 28
7º – 26
8º – 24
9º – 22
10º – 20
11º – 19
12º – 18
13º – 17
14º – 16
15º – 15
16º – 14
17º – 13
18º – 12
19º – 11
20º – 10
21º – 9
22º – 8
23º – 7
24º – 6
25º em diante – 5

Foto: Getty Images

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @matheusadami



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.