UFC: Relembre 7 lutadores que mal ficaram com o cinturão

Ser campeão do UFC é tarefa para poucos. Agora, ganhar e manter o cinturão por vários combates, é para menos gente ainda. Não são poucos os casos de atletas que conquistaram o título mas mal ficaram com ele.

O Torcedores.com ajuda a relembrar sete casos em que o reinado de um determinado atleta no UFC durou apenas o período entre uma luta e outra. Confira:

1) Maurício Shogun

O brasileiro (foto) reinou por pouquíssimo tempo entre os meio-pesados (93kg). O curitibano tirou o cinturão do compatriota Lyoto Machida no UFC 113, em maio de 2010, após nocautear o carateca no primeiro assalto. Em março de 2011, Shogun voltou ao ringue para enfrentar o americano Jon Jones, no UFC 128. “Bones” nocauteou o brasileiro e iniciou sua “era” na divisão até 93kg, que dura até hoje.

2) Forrest Griffin

Vencedor da primer edição do reality show The Ultimate Fighter, Forrest deteve o cinturão dos meio-pesados do UFC por menos de seis meses. A conquista veio após uma vitória por decisão unânime sobre Quinton “Rampage” Jackson no UFC 86, em julho de 2008. Na luta seguinte, no UFC 92, em dezembro de 2008, Forrest perdeu o título para Rashad Evans.

3) Rashad Evans

“Suga” foi outro meio-pesado que não conseguiu defender seu título. Após nocautear Forrest Griffin no UFC 92, em dezembro de 2008, o norte-americano foi nocauteado por Lyoto Machida no UFC 98, em maio de 2009 e deu adeus ao cinturão.

4) Matt Serra

O norte-americano foi protagonista de uma das maiores zebras da história do UFC ao derrotar o canadense Georges St-Pierre por nocaute no UFC 69, em abril de 2007, e conquistar o cinturão dos meio-médios (77kg). Mas Serra mal saboreou a vitória: no combate seguinte, em abril de 2008, no UFC 83, GSP devolveu o nocaute e reconquistou o título.

5) BJ Penn

Foi campeão dos meio-médios (77kg) e dos leves (70kg) no UFC. Na segunda categoria, ficou com o título por dois anos. Mas, na primeira, nem conseguiu defender o cinturão direito. BJ conseguiu o título após finalizar Matt Hughes no UFC 46, em janeiro de 2004. Em maio do mesmo ano, foi destituído do cinturão pelo UFC porque assinou com o K-1, organização de lutas em pé. Voltou ao UFC em 2006 e tentou reconquistar o cinturão dos meio-médios, sem sucesso. Desceu de categoria e voltou à galeria de campeões em 2008.

6) Johny Hendricks

O barbudo ficou pouquíssimo tempo com o cinturão dos meio-médios (77kg) do UFC. Primeiro campeão pós Georges St-Pierre, o americano bateu Robbie Lawler por decisão unânime no UFC 171, em março de 2014. A revanche aconteceu em dezembro daquele ano, no UFC 181. Desta vez, Lawler levou a melhor. Um terceiro combate entre eles deve acontecer em breve.

7) Carla Esparza

A primeira campeã do peso palha (52kg) feminino piscou o olho e perdeu o cinturão do UFC. A americana ganhou o título após finalizar Rose Namajunas na final do The Ultimate Fighter 20, em dezembro de 2014. No UFC 185, em março de 2015, foi nocauteada pela polonesa Joanna Jedrzejcyk e deu adeus ao título.

Foto: Getty Images

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @matheusadami



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.