Weidman: “Fui acordado às 6h50 para exame antidoping”

Reprodução/Instagram

O americano Chris Weidman provou recentemente que o UFC está levando o controle antidoping a sério. O campeão do peso médio (84kg) usou o Facebook para contar sobre quando foi acordado antes das 7h para ser testado por membros da Comissão Atlética de Nevada, principal órgão de controle antidoping dos Estados Unidos. Weidman enfrentará o brasileiro Vitor Belfort no UFC 187, dia 23 de maio, em Las Vegas (EUA).

LEIA MAIS
Belfort está liberado para encarar Chris Weidman em maio
Weidman ataca Belfort sobre doping: “Ele esquece que já falhou em vários testes”

“Acabei de ouvir um toque na minha campainha às 6h50 da manhã… Acabou que era a Comissão Atlética do Estado de Nevada. Agora… Eu tenho dois filhos e uma esposa grávida, então normalmente eu ficaria irritado com alguém aparecendo na minha porta assim, mas vale a pena a inconveniência. Eles tiraram sangue e urina. Primeira vez sendo testado assim desde que entrei neste esporte. Realmente empolgado que eles estão começando a testar os lutadores assim. Espero que isso realmente limpe o esporte!! #atletalimpo”, escreveu Weidman em sua conta na rede social na última segunda-feira (30).

Weidman e Belfort trocam provocações sobre doping via imprensa. Enquanto o brasileiro afirma que já foi testado diversas vezes para a luta contra Weidman, todas sem apresentar nenhuma substância proibida, o americano diz que o desafiante já falhou em outras oportunidades.

Weidman, que está invicto no MMA profissional com 12 vitórias em 12 lutas, é um carrasco de lutadores brasileiros. Ele tirou o cinturão de Anderson Silva no UFC 162, em julho de 2013, e venceu o Spider em outra oportunidade, no UFC 168, em dezembro de 2013. Weidman também foi bem sucedido na segunda defesa do cinturão: venceu Lyoto Machida no UFC 175, em julho do ano passado.

Foto: Reprodução/Instagram

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @matheusadami



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.