Após empate no ‘Torneio da Morte’, Atlético-PR se prepara para enfrentar a Copa do Brasil

Após empatar com o Rio Branco (PR), no domingo (12), pelo placar de 1 a 1, em jogo válido pelo quadrangular “da morte” do estadual, o rubro-negro paranaense se prepara para o duelo da volta contra o Remo (PA), pela Copa do Brasil.

O jogo contra o Rio Branco (PR) não foi um dos melhores. Novamente, em apresentação mediana, o time do Atlético Paranaense não convenceu sua torcida e apenas conseguiu arrancar um empate na luta contra o rebaixamento no estadual, onde técnico e jogadores sentiram a pressão pelo desempenho que veem apresentando.

O jogo não rendeu muitas jogadas construtivas, e o elenco que entrou em campo não apresentou criatividade. O Furacão sofreu com a pressão dos contra-ataques do time de Paranaguá, que, aos 23 minutos do primeiro tempo, conseguiu abrir o placa com o gol de Júnior Goiano (em uma bola cruzada por Roger Guerreiro), incomodando o Atlético por um longo período da partida.

Na segunda parcial, o rubro-negro voltou com um pouco mais de garra. As dificuldades impostas pelo gramado ruim não foram motivos de desculpa para Felipe, que aos 7 minutos da volta, em uma bola entregue por Otávio, dominou na intermediária e arriscou um ‘petardo’ certeiro, empatando o placar. Com isso, o jogo se manteve. O Atlético aumentou sua posse de bola e o Rio Branco o parava com sua defesa bem posta.

Com esse resultado, o time atleticano acrescentou apenas 1 ponto na classificação do Torneio da Morte e matematicamente ainda não está garantido. O Furacão está com 7 pontos (primeiro lugar da tabela do quadrangular), no todo, e adia por mais 1 semana a fuga do rebaixamento no Paranaense 2015. São três pontos a mais que o segundo colocado, Nacional, e cinco à frente do Rio Branco e do Prudentópolis, que não obtiveram nenhuma vitória até então.

Após a partida, em entrevista à imprensa, o elenco atleticano demonstrou um tom de conformismo e de satisfação que acabou por irritar os torcedores que foram até o Estádio do Gigante do Itiberê para ver o jogo. Sob protestos e vaia da torcida (novamente), a equipe saiu de cabeça erguida (ainda que frustrados).

O próximo jogo do Atlético Paranaense será contra o Remo (PA), na Arena da Baixada. O jogo da volta é válido pela Copa do Brasil e será nessa quarta (15) às 19h30.

A missão agora é unir o grupo e ir em busca da vitória, mesmo que o clima não esteja favorável. O foco para a disputa dos jogos de âmbito nacional pode aumentar com a chegada de reforços. O técnico Enderson Moreira, que já havia pedido reforços, poderá contar para a Copa do Brasil com os jogadores Deivid e Hernani, liberados pelo departamento médico, além do volante Jadson, já inscrito no BID. Os resultados também poderão aparecer com constância se Walter, que já se encontra no CAT do Caju, for regularizado em tempo.

Lembrando que a diretoria do CAP prometeu um pacote de reforço de jogadores em 30 dias. O prazo está se esgotando e o Furacão precisa render.

Em tempo: Alan Ruíz, que joga pelo San Lorenzo (ex-Grêmio), até negociou o empréstimo com o rubro-negro paranaense – especula-se que o meia pediu R$120 mil (convertido do dólar) por mês, mas já deu sua cartada final. Fica no time argentino.

 

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Fernando Charbub Farah (Gigante do Itiberê), em Paranaguá-PR.

Data: Domingo, 12 de abril de 2015.

Horário: 18h30 (de Brasília).

Árbitro: Lucas Paulo Torezin.

Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho e Rafael Dias de Melo.

RIO BRANCO-PR: Enderson; Jean, Darlan, Pedrão (Kaio Oliveira) e Junior Goiano; Paulo Henrique, Marquinhos, Oberdan e Roger Guerreiro; Josi (Marco Túlio) e Henrique (James).

Técnico : Alan Aal.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Natanael; Paulinho Dias (Edigar Júnio) e Otávio; Felipe, Bruno Mota e Marcos Guilherme (Dellatorre); Douglas Coutinho.

Técnico: Enderson Moreira.

 

#PraCimaAtlético

 

Foto: Divulgação/CAP



Jornalista e acadêmico de Direito - ambos - desde 2012, com formação pelas bancadas da PUCPR. Crítico e observador do que ocorre dentro e fora das quatro linhas. Editor do blog pracimaatletico.com. #PraCimaAtlético