Cinco problemas do time do São Paulo que o torcedor precisa se conformar

O São Paulo negou fogo em um jogo difícil mais uma vez na temporada. Desta vez, a atuação do time foi um pouco menos desastrosa, mas a velha falta de atitude em campo, principalmente na parte ofensiva, continuou dando o tom do desempenho da equipe.

LEIA MAIS:
Opinião: Cadê o futebol de Paulo Henrique Ganso?
Derrota pra o San Lorenzo faz São Paulo e Toloi virarem alvos de piadas; Veja

A situação já chegou em um ponto tão crítico, que não vale mais tanto a pena ao torcedor tentar encontrar explicações, eleger bodes expiatórios, pedir a cabeça do técnico e coisas do tipo. Por isso, o Torcedores.com, dessa vez, resolveu pontuar cinco problemas do time do São Paulo que, por não terem uma solução rápida, seria melhor que o torcedor se conformasse com eles. Principalmente para não enlouquecer de vez. Confira:

1. Nem tudo é culpa do Muricy

Concordamos que ele é o técnico, é o líder, é o chefe, passa as ordens, tem o poder de moldá-las conforme o contexto e todo esse papo. Mas ele somente monta o esquema tático, ele não joga bola. Ontem apostou em Reinaldo e Hudson nas laterais e, na direita, deu certo, Hudson não deu um espaço sequer. Na esquerda, não mudou nada: Reinaldo, realmente, tem muita dificuldade na marcação. Apesar de tudo, as coisas estavam indo no caminho certo até sair o gol dos argentinos, único lance em que eles conseguiram criar uma chance clara. Acontece, falhas ocorrem. E nem todas são dignas de irem para a conta do técnico.

2. PH Ganso tem sido muito útil na marcação

Se por um lado PH Ganso tem sido praticamente nulo na criação de jogadas, por outro parece que nasceu para ser volante. Diante do San Lorenzo-ARG, PH Ganso, novamente, apareceu pouco do meio para a frente, mas em compensação, do meio para trás, marcou direitinho, ajudando Reinaldo em seu setor. Aliás, ajudando muito Reinaldo em seu setor. Foi justamente por isso, aliás, que o camisa 10 não conseguiu ser…um camisa 10. Se sacrificou pelo esquema e, na verdade, parece que é o que ele continuará fazendo, até o jogo do time encaixar.

3. Alexandre Pato não deveria ser jogador de futebol

Nem vamos entrar nos méritos da suposta falta de vontade de Alexandre Pato. Ele até corre, ele até tabela, ele até se movimenta. Mas ele evita, a todo o custo, o contato, a bola dividida, a marcação-pressão. Quando é em cima dele, então, dá um jeito de acabar com a situação o mais rápido possível, seja se jogando no chão para tentar cavar uma falta, seja entregando a bola ao adversário (isso é o que ele mais faz). Cada um tem os seus gostos e desgostos na vida, respeitamos isso, mas se Alexandre Pato não gosta de contato, o que ele está fazendo na profissão de jogador de futebol? Que se torne um tenista, golfista, nadador, ciclista, algo do tipo…

4. Michel Bastos é tudo, menos o “novo Kaká”

Quando Kaká saiu (e deixou muitas saudades), o torcedor Tricolor tratou logo de eleger Michel Bastos como o cara que iria substituí-lo. O mais curioso é que o próprio Michel Bastos negou a comparação desde o início, certamente sabedor de que suas características, apesar de ofensivas como as do atual meia do Orlando City, são diferentes. O atual camisa 7 do São Paulo parece mais um ponta, do que um meia-armador. Não é do cacoete dele pegar a bola, pensar a jogada e a executar, tanto quanto o é de pegar a bola, carregá-la e finalizar, ou tentar uma tabela. Está errado esperar que ele seja o cérebro do time.

5. Rafael Toloi queria estar na Roma

Quando Rafael Toloi foi emprestado à Roma e virou titular, sinceramente, algum de vocês achou que ele gostaria de ter voltado para o São Paulo, de verdade? Ele já estava consolidado no time, ganhando cada vez mais notoriedade, em uma equipe de grande porte, na capital da Itáia, a poucos metros de uma seleção brasileira e uma valorização de seu passe. Repito: alguém acha mesmo, que nesse contexto, ele gostaria de ter voltado para cá? Enfim. Não que ele esteja fazendo corpo mole no time, mas foi a segunda falha grotesca e decisiva dele em uma semana. Isso diz muita coisa.

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @thijacintho

Foto: Divulgação / São Paulo FC



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...