Conheça as 7 maiores goleadas do Timão na Libertadores‏

Hoje é 1º de abril e eu poderia escrever uma mentira, mas não. O Corinthians entra em Campo contra o Danúbio, do Uruguai, fazendo o seu centésimo jogo pela Libertadores. Confira agora, aqui no torcedores.com quais foram as sete maiores goleadas, quais eram os jogadores e de quem foram os gols do Timão na Libertadores:

LEIA MAIS
Corinthians x Danubio: saiba o que está em jogo

Corinthians 8 x 2 Cerro Porteño-PAR – 1999

Elenco: Nei; Índio, Cris, Gamarra e Silvinho; Vampeta, Rincón, Ricardinho (Amaral) e Edílson; Fernando Baiano e Dinei (Edu). Gols:  Edílson, Fernando Baiano (quatro vezes no primeiro tempo), Índio, Silvinho e Fernando Baiano (uma vez no segundo tempo) marcaram para o Timão. (Essa foi a maior goleada, e ainda foi na nossa então casa, no Pacaembu.

Corinthians 6 x 0 LDU – 2000

Elenco:   Dida, Daniel, Adilson (Marcio Costa), Fabio Luciano, Kleber (Augusto), Vampeta, Edu Gaspar, Marcelinho Carioca, Ricardinho (Andrezinho), Dinei e Luizão. 2000 foi um ano histórico para o Corinthians, e alguns desses jogadores entraram para história, nessa noite, Marcelinho Carioca de pênalti abriu o placar, Luizão fez 3, Capurro fez contra e Dinei fechou a conta (Auo). No Pacaembu.

Corinthians 6 x 0 Deportivo Táchira – 2012

Elenco: Julio Cesar, Edenilson, Chicão (Welder), Leandro Castan, Fabio Santos, Ralf, Paulinho, Emerson (Willian), Danilo (Douglas), Jorge Henrique e Liedson. A primeira vez a gente nunca esquece. No ano do título, Danilo abriu o placar no primeiro tempo, depois Paulinho. No segundo tempo com chocolate teve: Jorge Henrique, Emerson, Liedson e Douglas. No Pacaembu.

Corinthians 6 x 1 Fênix – 2003

Elenco: Doni, Rogério, Fabio Luciano, Anderson, Kleber (Roger), Fabricio, Fabinho, Leandro (Fumagalli), Jorge Wagner (Renato), Liedson e Gil (a dupla que era o pesadelo da torcida são paulina). Dos seis gols, os três primeiros saíram já nos primeiros 20 minutos, Gil, Fabio Luciano e Leandro, marcaram, ainda no primeiro tempo, Liedson marcou mais um. No segundo tempo, Liedson marcou mais um e Gil passou a régua. Estádio? Pacaembu.

Corinthians 4 x 0 Deportivo Cuenca-EQU – 1977

Elenco: Jairo, Zé Maria, Moisés, Zé Eduardo, Claudio Mineiro, Givanildo, Vaguinho, Romeu, Palhinha, Lance e Luciano. Essa foi a primeira participação do Timão na competição. O técnico da estreia era Osvaldo Brandão, no Pacaembu com  quase 60 mil torcedores, que já enchiam a casa desde aquela época presenciaram a goleada de Vaguinho, Palhinha, Romeu e Givanildo.

Corinthians 4 x 0 Olimpia-PAR – 1999

Elenco: Nei, Rodrigo, Marcio Costa, Gamarra, Silvinho, Vampeta, Amaral, Ríncon (Pingo), Marcelinho, Edilson (Ewerton) e Dinei (Mirandinha). O time que era campeão brasileiro, estava confiante e tinha tudo para golear. Foi a noite do Dinei (auo), ele tinha tudo para brilhar, e brilhou, abriu o placar com um belo chute colocado de fora da área. O atacante marcou outros dois gols de cabeça, e só não participou do último, feito por Marcelinho Carioca. Pacaembu.

Corinthians 4 X 0 Once Caldas-COL – 2015

Elenco: Cassio, Fagner, Felipe (Edu Dracena), Gil, Fabio Santos, Ralf, Elias (Bruno Henrique), Jadson, Renato Augusto, Emerson (Mendoza) e Guerrero. Única das 7 goleadas que não foi no Pacaembu, e o primeiro jogo da Libertadores na Arena Corinthians. O jogo que começou com a expulsão do Guerrero e poderia tornar-se um pesadelo, contou com a participação sempre positiva em Libertadores de Sheik que abriu o placar espantando o fantasma do Tolima em espantosos 30 segundos do primeiro tempo. Depois a coisa pareceu difícil, mas no segundo tempo, tudo voltou a mais perfeita ordem, porque em terra de Corinthians, zagueiro faz gol e faz bonito, Felipe, aliviou o placar, seguido de Elias e Fagner.

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."