Depois de ouvir a FIFA, Federação suspende patrocínio dos árbitros

Crefisa

Crefisa e Faculdade das Américas não vão mais estampar suas marcas nas camisas dos árbitros no Paulistão.

LEIA MAIS:
Lúcio treina separado no Palmeiras, mas revela chateação com o São Paulo

A grande confusão envolvendo a Federação Paulista e os patrocinadores do Palmeiras teve fim nesta segunda-feira. Após reunião, dirigentes da Federação confirmaram que vão seguir orientação da FIFA e vão romper o contrato com a Crefisa e a Faculdade das Américas.

Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, esteve presente na reunião e falou sobre o assunto. “Eu já dei minha opinião para os comandantes da FPF para esse tema já na semana passada. Eu já conversei com os meus patrocinadores sobre esse assunto e pra opinião pública eu soltei uma nota oficial a respeito,” comentou.

Edu Gaspar, gerente de futebol do Corinthians, reforçou que o Alvinegro não viu problema algum na questão do patrocínio. “Caiu essa ideia (do patrocínio aos árbitros), a Fifa informou que vê essa situação não é muito positiva. A Federação acatou e já abortou isso. Mas eu não via nenhum tipo de problema, na reunião passada já foi comentado e o presidente Reinaldo colocou se teríamos algo a dizer, e ninguém viu problema,” disse.

Jogadores do Palmeiras reclamaram de três pênaltis não marcados contra o Botafogo-SP. Apesar disso, nenhum atleta alviverde atrelou o fato dos patrocínios terem atrapalhado ou pressionado o árbitro.



Thiago Gomes é Administrador de Empresas. Trabalha com estratégias digitais e consultoria de e-commerce. É palmeirense e um apreciador do futebol, tanto nacional quanto internacional. Escreve para site esportivo desde 1996.