Dos Anjos, sobre McGregor: “Se tentasse tomar meu cinturão, eu o colocaria para dormir”

O campeão dos pesos leves (70kg), Rafael dos Anjos, mostrou que não tem tanto sangue frio quanto o compatriota José Aldo, dono do cinturão dos penas (66kg) da organização, quando o assunto é o irlandês Conor McGregor. O lutador europeu “roubou” o cinturão de Aldo nesta terça-feira (31), durante evento em Dublin, e esquentou ainda mais o clima para o UFC 189.

LEIA MAIS
Após ser provocado, McGregor “toma” o cinturão de Aldo em Dublin

“Se ele tentasse tomar meu cinturão, eu o colocaria para dormir”, escreveu Dos Anjos em sua conta no Twitter.

McGregor, durante o evento em seu país, voltou a dizer que vencerá Aldo no UFC 189, dia 11 de julho, em Las Vegas, nos Estados Unidos. E elegeu Rafael dos Anjos como seu próximo adversário. “Cheguei no UFC como o campeão dos leves e dos penas de outra organização. Eu deixei esses títulos vagos e vim até aqui. Então, com certeza, depois que eu conseguir o cinturão dos penas, irei me focar em conquistar o título dos leves. Pretendo defender o título dos penas muitas vezes, serei um campeão ocupado, mas com certeza irei subir de divisão e tomar outro cinturão de um brasileiro”, provocou o irlandês.

Rafael não deixou barato. Além de dizer que finalizaria o europeu, mandou outro recado a McGregor. “Ele fala isso para se promover, mas sabe que será melhor não vir até os leves. Não tenho muito com o que me preocupar, pois sei que ele não vai vencer o Aldo”.

Não foi a primeira vez que Dos Anjos e McGregor trocam provocações virtuais. No último dia 27 de março, o brasileiro escreveu no Twitter que caso o “Notório” subisse para o peso leve, seria finalizado por pelo menos cinco lutadores em um round. “Para alguém que não tem defesa você fala demais”, disse Dos Anjos.

Foto: Getty Images

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @matheusadami



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.