Hamilton quer seguir líder no Bahrein. Mas sem polêmicas

Getty Images

A temporada 2015 parece seguir o mesmo desenho do ano passado para o inglês Lewis Hamilton. O piloto britânico é o líder, com sobras. E com polêmicas. Se manter na dianteira, claro, é o objetivo do atual campeão no Grande Prêmio do Bahrein, quarta etapa do Mundial deste ano, que acontece no domingo (19). Reduzir os atritos, também.

Vencedor do Grande Prêmio da China, última etapa do calendário, Hamilton viro notícia também por espirrar champanhe no rosto de uma mulher no pódio. Tanto o piloto da Mercedes, quanto a jovem, minimizaram o episódio. Mas sobrou dor de cabeça para Hamilton, que foi chamado até de “sexista” por uma ONG que defende direitos das mulheres.

Da mesma forma, Hamilton parece seguir com atritos com o alemão Nico Rosberg, seu companheiro de time e amigo de longa data. No ano passado, a dupla se desentendeu e se reconciliou. E agora a relação parece ter ruído novamente. O germânico acusou Hamilton de, propositalmente, ter diminuído o ritmo na etapa de Xangai para prejudicá-lo. Sobre isso, Hamilton também minimizou o episódio, mas afirmou que não pretende mudar seu jeito de pilotar e que as respostas ele dá na pista.

O inglês tem todas as condições para seguir liderando o Mundial. Vencedor de duas das três etapas até aqui (Austrália e China; na Malásia, ficou em segundo lugar, atrás apenas do alemão Sebastian Vettel, da Ferrari), Hamilton dá mostras que vai brigar por mais um título. Mas, para isso, não pode deixar essas confusões entre companheiros de time e coisas extrapista atrapalharem. Até aqui, o piloto do carro 44 tem conseguido “bloquear” as influências. Será que vai conseguir manter a pegada?

Crédito da foto: Getty Images

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @matheusadami



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.