Ingressos, passagens e hotel: Saiba tudo para acompanhar a seleção na Copa América

CBF
Getty Images

A Copa América será a primeira chance para o torcedor brasileiro acompanhar a equipe verde e amarela em jogos oficiais após a fracassada campanha no Mundial de 2014. E o Torcedores.com dá uma ajuda para os interessados em seguir o time de Dunga de pertinho no Chile.

LEIA MAIS
Quase oito anos depois, Doni relembra conquista da Copa América: “Dunga foi fundamental”
D’Alessandro relembra a final da Copa América em 2004: “A partida era nossa”
Veja como os rivais do Brasil na Copa América se saíram nos amistosos
Saiba como está a briga pelas vagas no grupo de Dunga para a Copa América

A competição será realizada entre os dias 11 de junho e 4 de julho e o país definiu oito cidades sedes: Santiago, Antofagasta, La Serena, Valparaíso, Viña del Mar, Concepción, Temuco e Rancagu.

A seleção brasileira está no grupo C, ao lado de Colômbia, Venezuela e Peru e passará por apenas duas cidades na fase de grupos, o que facilita a logística.

O Brasil estreia contra o Peru no dia 14 de junho na cidade de Temuco, localizada a 619 quilômetros da capital Santiago, local dos outros dois jogos da primeira fase, contra Colômbia (dia 17) e Venezuela (dia 21).

Saindo de São Paulo com destino a Santiago no sábado, dia 13 e véspera da estreia do Brasil, a passagem de avião custa a partir de R$ 1,3 mil. Há também a possibilidade de ir direto de São Paulo para Temuco, a partir de R$ 1,4 mil, mas a viagem tem uma ou mais paradas, o que torna o trajeto bastante cansativo.

A cidade de Temuco está localizada ao Sul do país e tem cerca de 240 mil habitantes. Como a seleção fará apenas um jogo no estádio Germán Becker, às 18h30 (horário local), o ideal é passar uma noite na cidade.

De Santiago, é possível chegar a Temuco de carro pela Ruta 5 sur em uma viagem de mais de 11 horas, o que pode ser bastante cansativo. Há a opção de ir de ônibus saindo dos terminais rodoviários Alameda e Santiago.

A viagem, no entanto, também seria longa e a passagem custa entre 7.700 pesos chilenos a 29.900 pesos chilenos dependendo do tipo de assento escolhido. Na cotação da sexta-feira, dia 10, as passagens variam entre R$ 38, 50 e R$ 149,50 por trecho.

De avião, o trajeto é feito em pouco mais de uma hora e o pacote com ida no dia 14 e volta no dia seguinte, sai entre R$ 598 e R$ 1.295.

A hospedagem em Temuco é bem barata. No site Decolar.com, por exemplo, existem hostels com diária a partir de R$ 34, mas a média é de R$ 150 em hotéis próximos ao centro da cidade.

Ao retornar para Santiago, o período na capital será longo, já que o Brasil encerra a fase de grupos no dia 21. Os extremos são evidentes na hora de buscar uma hospedagem em Santiago. Os valores variam de R$ 34 por noite em hostels a R$ 1.828 no Hotel Amistar Apart Hotel, um dos mais luxuosos da capital. Portanto, um meio termo não será difícil.

Caso o Brasil avance na competição, pode jogar novamente em Temuco se for o segundo colocado do grupo ou em Concepción, caso lidere a chave. Se avançar como melhor 3º colocado, fica em Santiago, e se for o segundo melhor 3º colocado, vai para Viña del Mar.

As semifinais serão jogadas em Santiago ou em Concepción, que também sediará o duelo pelo 3º lugar. A grande decisão do dia 4 de julho será na capital chilena.

INGRESSOS

A procura por ingressos está muito grande e a organização informou que somente um jogo da seleção brasileira ainda tem ingressos à venda, o de encerramento da fase de grupos contra a Venezuela, no dia 21. As entradas custam custam de R$ 75 a R$ 413.

Crédito da foto: Getty Images



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.