Medina é eliminado na 2a rodada e se distancia na briga pelo bi mundial

Na primeira bateria do segundo dia de competição em Margaret River, Austrália, Gabriel Medina é eliminado na repescagem contra o local Jay Davies, após somar apenas 7.67, enquanto seu concorrente tirou 6.67 e um 8.50, somando 15.17 e avança ao terceiro round.

LEIA MAIS:
“Brazilian Storm” tem pior início de etapa no ano

De fato, Medina não está tendo seu melhor início de ano na elite do surf e terá que correr muito atrás se quiser repetir o feito de ser campeão mundial. Após uma eliminação precoce na primeira, e uma nas quartas na segunda etapa, Gabriel Medina é eliminado agora na segunda rodada, contra um adversário que não costuma avançar muito nas competições.

A queda precoce se deve pelo fato de Gabriel nunca ter surfado no “pico” em que a competição está ocorrendo, chamado de “The Box” (a caixa, em português), além de ela ser uma onda que vai para a direita, muito favorável aos surfistas regulares, que tem o pé esquerdo na frente da prancha, e por isso, ficam com a barriga virada pra onda, tendo uma facilidade maior para administrar o percurso e manobrar. No caso, Medina é Goofy e fica de costas para onda, tendo muito mais dificuldade para surfar.

A próxima etapa será no Rio de Janeiro, e Medina, que no ano passado foi eliminado também precocemente, porém, pelo 11 vezes campeão mundial Kelly Slater, tentará chegar nas fases finais para se aproximar dos líderes do ranking novamente.

Crédito da imagem: Divulgação/ WSL

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @aleextavares



Jornalista em formação no Mackenzie, estagiário do Torcedores.com e fotógrafo. Fanático por basquete, tênis, surf, futebol e futebol americano.