Mundial de surfe: brasileiros estreiam mal na terceira etapa

Crédito da foto: Reprodução/WSL

A terceira etapa do mundial de surfe que começou hoje, em Margaret River na Austrália, não foi agradável para os brasileiros. Dois cinco que entraram no mar, todos foram para a repescagem. Sorte para líder do ranking Mick Fanning, que avançou em sua bateria, indo direto para a terceira rodada, e viu seu concorrente Adriano de Souza não avançar.

LEIA MAIS:
Mick Fanning leva a melhor sobre Mineirinho no desempate em Bells Beach

Com as condições do mar não muito boas, a organização começou o evento no primeiro dia de janela. Com poucas ondas, os brasileiros Wigolly Dantas e Jadson André foram derrotados nas duas primeiras baterias por John John Florence e Jordy Smith, respectivamente. Na terceira bateria, o mito Kelly Slater avançou com um 8.20.

Nas baterias seguintes, surpresas. O brasileiro Adriano de Souza, finalista da última etapa, foi para a repescagem, derrotado por Sebastian Zietz. Já com o mar mais inspirado, o Mineirinho conseguiu duas notas boas logo no início, somando 13.50. Porém, pouco antes do fim da bateria o havaiano pegou a melhor onda do dia até então, conseguiu um 9.23 e somou 15.23 no total, mandando o brasileiro terceiro colocado do ranking para a repescagem.

Na sequência, o mar voltou a baixar, justamente quando Gabriel Medina entrou no mar. O último campeão mundial competiu com Alejo Muniz, brasileiro convidado para a etapa e Freddy Patacchia. Com notas baixas, Medina sofreu a virada no fim, indo para repescagem com Alejo. Com a camisa amarela, o líder Mick Fanning passou com facilidade por Jay Davies e Matt Wilkinson, somando 14 pontos contra 10.27 e 3.10, respectivamente.

Durante a bateria 7 a organização decidiu por um intervalo de uma hora, com esperanças de melhores condições para os surfistas. Logo após o retorno, Filipe Toledo, segundo colocado no ranking empatado com Fanning, enfrenta o também brasileiro Miguel Pupo e o irlandês Glenn Hall, seguindo na luta pela camisa amarela. Ítalo Ferreira ainda surfa na bateria número 11.

Crédito da Foto: Divulgação/WSL



Jornalista formado pela USCS, apaixonado por esportes, cultura e comunicação. Ex-atleta em atividade, pensa que sabe algo sobre futebol, handebol e esportes americanos.