Opinião: Jogo polêmico, classificação suada e dois jogos tranquilos, essas foram as partidas do Paulistão

classificação
Renato Augusto, autor do gol da vitória corintiana

Não era para ser, mas deu a lógica nas quartas de finais do Paulistão 2015. Depois de quatro anos, Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras farão os jogos das semifinais novamente. As datas e horários já foram divulgados.

LEIA MAIS
Depois de ouvir a FIFA, Federação suspende patrocínio dos árbitros

Logo após a reunião que definiu o dia e o horário das quartas de finais do Campeonato Paulista, a polêmica foi instaurada. Mas por que o mesmo os árbitros teriam o mesmo patrocinador do Palmeiras? Todos, sem exceção, começaram a plantar a discórdia.

Bom, dentro de campo, o primeiro jogo (e polêmico) foi Corinthians e Ponte Preta. Dos quatro esse seria, de fato, o jogo mais disputado. O primeiro tempo que foi muito igual com boas chances tanto para o time da casa, como para equipe campineira, terminou empatado em 0x0, no entanto o placar poderia ser bem diferente. Ao final da primeira etapa Renato Cajá marcou o gol que colocaria a Macaca em vantagem, porém, erradamente, o bandeira anulou o gol. A revolta foi geral, tanto dos jogadores como da torcida que se fez presente em Itaquera.

No segundo tempo o Corinthians foi cirúrgico. Pressionou no começo e Renato Augusto, em bela tabela com Vagner Love, anotou o tento que classificou o Timão de Parque São Jorge.

Já na partida do Morumbi, o que se viu foi um RB Brasil disposto a atrapalhar os planos do São Paulo. Perdeu três ótimas chances de abrir o placar, mas depois da bela batida de falta de Rogério Ceni, o jogo “acabou”. Na segunda etapa, Pato e Ganso marcaram os gols que deram não só tranquilidade na partida, mas também na semana, pois quarta-feira o Tricolor Paulista enfrenta o Danúbio, no Uruguai.

Como diria aquele sertanejo universitário: “Domingo de manhã”, o Palmeiras enfrentou o Botafogo e o juiz. Falar da arbitragem é chover no molhado, mas depois de tanta suspeita, pois, Palmeiras e árbitros tiveram o mesmo patrocinador, a equipe verde foi prejudicada. Dois pênaltis não marcados e quase um gol sofrido, onde o jogador botafoguense estava em impedimento.

Sobre a partida em si, o Palmeiras dominou os 90 minutos. Assim como na partida contra o São Paulo, a marcação sobre pressão foi o ponto forte. Boas viradas de jogo e chegadas com perigo, quase viraram gols, mas o ele não saía.

Com Valdívia em campo as coisas mudaram. O chileno entrou no lugar de Gabriel e em sua primeira boa jogada, abril a bola para Lucas cruzar e Leandro Pereira marca, 1×0, assim como seu adversário nas semi.

Em Santos, a equipe praiana teve facilidade e venceu o XV de Piracicaba por 3×0. A notícia ruim foi a contusão de Robinho. O técnico Mauro Fernandez já avisou que o meia atacante não jogará a partida contra o Londrina, quarta-feira, pela Copa do Brasil.

E após os confrontos de quartas de final ficou decidido os jogos da semi. Corinthians e Palmeiras jogarão em Itaquera, enquanto que Santos e São Paulo decidem o outro finalista em Santos.

Esperamos apenas que as partidas sejam decididas no campo, sem interferência dos árbitros e que a bola role bonita no final de semana que vem.

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians