Palmeiras pode ter 4 baixas na semi, mas Oswaldo não vê Valdívia como titular

Oswaldo do Oliveira

Após conquista a vaga na semifinal do Campeonato Paulista com uma vitória por 1 a 0 contra o Botafogo-SP, o Palmeiras pode ter até quatro desfalques para a partida decisiva, contra o Corinthians.

O caso mais grave está na lateral esquerda da equipe, pois Zé Roberto e Victor Luis deixaram a partida deste domingo contundidos. Apesar de contar com quatro opções para a posição, Oswaldo de Oliveira também não pode contar com João Paulo, contundido, e Egídio, ainda sem documentação regularizada para ser inscrito na competição.

Suspensos, Leandro Pereira e Vitor Hugo também estão fora da partida. O mais provável é que sejam substituídos pelos argentinos Cristaldo e Tóbio, que ocuparam as respectivas posições como titulares na maior parte do Campeonato Paulista.

Oswaldo de Oliveira ainda acha cedo para falar em definição do time e espera trabalhar durante a semana para escalar o Palmeiras. “Estamos avaliando os estragos com contusão e cartão. À medida que a semana for passando, daremos corpo à equipe. Faremos substituições para suprir as saídas do Vitor Hugo, do Victor Luis, talvez do Zé Roberto, e do Leandro Pereira. Acho cedo para falar em clássico, em adversário, aonde será o jogo… Temos de esperar o jogo do Santos acabar para termos uma ideia mais correta”, falou.

Mesmo com a boa atuação de Valdivia, que foi decisivo para o gol da classificação palmeirense, Oswaldo também mostrou prudência ao responder se o chileno será titular no próximo fim de semana. “É uma progressão que estamos respeitando, ele será avaliado diariamente durante esta semana. Daremos dois dias para ele se recuperar, só com trabalho funcional. Talvez no segundo dia ele já vá para o campo, mas a ideia é permanecer o regime de recuperação. Sentiremos no treinamento e, se tiver legal, iniciará o próximo jogo”, disse.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação



Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.