PH Ganso torce para que esquema usado contra Red Bull seja repetido na Libertadores

O meia PH Ganso teve um sábado digno de um passeio de montanha-russa: o jogador começou a partida lá embaixo, sendo vaiado por boa parte da torcida presente no Morumbi e, depois de um gol e uma assistência, terminou lá no alto, aplaudido pelo público. O “carrinho” que levou o meia a essa situação foi uma mudança sutil, mas significativa: Milton Cruz deu mais liberdade de criação ao camisa 10.

LEIA MAIS:
São Paulo tem 19 jogadores relacionados para encarar Danubio; Luis Fabiano é novidade
São Paulo terá de mudar meio campo para encarar Danubio

O técnico interino escalou a equipe com dois meias criativos além de PH Ganso, mas com boa marcação, e isso liberou o jogador da obrigação de cobrir os espaços, algo que tinha de fazer com Muricy. Com a função de apenas criar jogadas, o meia mostrou porque há tanta expectativa sobre seu futebol e, em pouco menos de 20 minutos, no segundo tempo, conduziu o time aos 3 a 0 no placar.

No embarque para o Uruguai, nesta terça-feira (14), para o duelo com o Danubio, pela Libertadores, PH Ganso comentou o “novo” posicionamento e disse que o São Paulo pode manter a mesma formação na competição continental, pois tem elenco para isso.

“Temos o Souza, temos o Rodrigo Caio, temos o Hudson que pode ser deslocado para essa função. São jogadores que têm todas as condições de desempenhar esse papel (de volante que marca e ajuda a armar o jogo)”, palpitou.

“Agora, eu posso jogar mais perto do Pato e do Michel e fico mais próximo do gol adversário. Além disso, a entrada do Wesley ajudou bastante, já que ele trabalha bem a bola no meio-campo e tem um poder de marcação muito bom também”, comentou, demonstrando satisfação com a liberdade total para apenas atacar.

A formação que o São Paulo usou no final de semana, contra o Red Bull Brasil, foi inédita na temporada de 2015. Apesar de ter contado com apenas um atacante, no caso, Alexandre Pato, a equipe não perdeu poder ofensivo, principalmente porque, conforme pontuado por PH Ganso, Wesley ajudou bastante na marcação – contribuindo até para que o camisa 10 marcasse seu primeiro gol este ano.

O meia, recém-contratado, porém, não poderá jogar amanhã, por não ter sido inscrito na Libertadores. Sem ele, Milton Cruz deve deslocar Hudson para o meio-campo, abrindo uma vaga na lateral-direita para Bruno ou Paulo Miranda, os dois relacionados para a partida mais cotados para a posição.

Foto: Divulgação / São Paulo FC



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...