Presidente do Madureira detona Fluminense: “Falido”

Elias Duba, presidente do Madureira, não se cansa de atacar o Fluminense. Depois de acusar o Presidente do Tricolor Peter Siemsen de “tomar atitudes pouco inteligentes ou oportunistas” e afirmar que Peter é um “dirigente sem conteúdo ou com apreço pela pirotecnia” por “preferir o covarde ataque aos clubes e a FERJ através da mídia”, recentemente comentou em entrevista ao site FutRio o interesse do time das Laranjeiras por Rodrigo Pinho, atacante do Madura e artilheiro do Campeonato Carioca, ao lado de Fred (Flu) e Marcelo Cirino (Fla).

Duba comentou os rumores de que o atacante do Tricolor Suburbano seria contratado pelo Fluminense após a disputa do corrente estadual. Categórico, disse que o Flu é um clube “administrativamente falido” e que faliu a sua ex-patrocinadora, a cooperativa de saúde Unimed. “O estranho é falarem do Fluminense. Da fila de clubes interessados no Pinho, é o que tem menos condição de contratar. É um clube que faliu o patrocinador, é administrativamente falido e não tem composição pra pagar seus atletas. Vai querer contratar um jogador que está em alta no mercado? Na fila de propostas que tenho, o Fluminense seria o último, se tivesse feito alguma, porque não tem nada a oferecer”, e completou dizendo que não negociará o jogador agora: “O Madureira não vai conversar com ninguém a respeito de contratação agora. E muito menos com o Fluminense, que não tem nada a propor – afirmou.

O mandatário, que está há 23 anos no comando do time da Zona Norte do Rio de Janeiro, deu a entender que o Fluminense agiu de má fé ao assinar um pré-contrato com o goleiro Lugão em 2005 antes da final do Campeonato Carioca, e deixou subentendido que a falha do goleiro no lance do gol do título Tricolor foi devido à contratação:

– Estamos concentrados nessa disputa das vagas nas semifinais. Propostas? Já chegaram algumas. Do Fluminense? Com certeza não chegou. Mas eu sei que é um clube que gosta de fazer esse tipo de coisa. Haja vista o episódio do goleiro do Volta Redonda, que todo mundo lembra o que aconteceu.



Lucas Nunes é um jornalista carioca apaixonado por esportes. Apesar de trabalhar em outros ramos da comunicação atualmente, planeja trilhar carreira no jornalismo esportivo, já que ama, em suma, o futebol, o automobilismo e o MMA.