Retrospecto comprova: Corinthians vive bem sem Guerrero

Guerrero
Crédito da Foto

Falta de acordo para renovação gera um certo drama. Na reta final do Paulistão e da fase de grupos da Libertadores, surge a dengue. O início de ano do peruano Paolo Guerrero teria tudo para ser traumático, se não fosse seus excelentes resultados quando está em campo. Artilheiro do time nas duas competições, o centroavante é a principal arma do ataque, mas engana-se quem pensa que o Corinthians não vive sem ele.

LEIA MAIS:
Cleiton Xavier sobre o Corinthians: Melhor time do Brasil;
Tite confirma titulares contra o San Lorenzo; confira;
Arena Corinthians deve bater recorde de público em jogo contra o San Lorenzo

12 gols na temporada, seis gols na Libertadores, e quatro no Paulista. Artilheiro do time em ambas as competições, Guerrero também é o maior goleador da nova casa corintiana com 15 gols. Como estrela e ídolo do time, segue o raciocínio de uma queda de rendimento na ausência do atacante, correto? Errado!

Segundo o LANCE!, o aproveitamento do timão sem o peruano comprova em 2015 comprova: dez jogos sem uma única derrota, com oito vitórias e dois empates. Quatro jogos pela Liberta, e seis pelo Paulistão. Para Tite, a solução nem sempre é a mesma, porém é simples. “Eu fico muito focado nas soluções. Por que você fica trabalhando bem quem está fora e merece ter uma oportunidade? Guerrero saiu, o Love está bem trabalhado, o Danilo está bem trabalhando… Eu tenho essa confiança”, afirmou o treinador em entrevista ao site esportivo.

Na primeira ausência logo na Pré Libertadores, o técnico utilizou Danilo na posição de centroavante, para manter o esquema 4-1-4-1, já que ainda não contava com Vagner Love. “Começamos a ganhar no começo do ano e recebi de vocês a pergunta: “Como vai fazer para tirar o Danilo quando o Guerrero voltar? Danilo está bem, como você vai fazer?”. Eu fico contente, mostra que conseguimos achar variações e, mesmo assim, manter o padrão de equipe. Guerrero que volte logo (risos)” brincou o comandante.

No Paulistão, a maratona de jogos fez com que Tite desse a oportunidade para outros jogadores, onde surgiu o espaço de Vagner Love. Junto com o time reserva ou substituindo o peruano, como no último jogo conta a Ponte Preta, o centroavante recém chegado mostrou serviço, e deve ser o encarregado de substituir o dono da vaga nas próximas partidas.

O timão enfrenta o San Lorenzo em casa nessa quinta feira (16) pela Libertadores, na briga pela melhor campanha. No final de semana, também em Itaquera, tem clássico contra o Palmeiras que decide um dos finalistas do Paulistão 2015.

Crédito da Foto: Ag.Corinthians/Reprodução.



Jornalista formado pela USCS, apaixonado por esportes, cultura e comunicação. Ex-atleta em atividade, pensa que sabe algo sobre futebol, handebol e esportes americanos.