Top 5: Personagens icônicos dos games! – Parte I

O que seria dos games sem seus personagens marcantes? Todo meio de comunicação em massa precisa de um símbolo ou um representante, e nos games não é diferente, temos ícones que foram eternizados com o tempo e alguns que marcaram uma geração de jogadores do mundo inteiro. Então prepare-se para conhecer um pouco mais de alguns desses personagens mais marcantes dos games…e que comece a nostalgia!

LEIA MAIS
Ayrton Senna estrelará nova versão de ‘Angry Birds’
Top 5: Personagens Icônicos dos games! – Parte II

5º – Pikachu

Ele ficou conhecido mundialmente pelo anime estreado na Tv Tokyo no dia 1º de abril de 1997 (não é mentira, essa realmente é a data), que foi baseado no RPG de Game Boy, Pokemon Red/Blue/Green, criado por Satoshi Tajiri, um ano antes do desenho. O anime se passa no mesmo universo do game, mas com o enredo completamente diferente e mais infantilizado, sendo retirado a possibilidade de um pokemon morrer…e sim, nos primeiros jogos eles morriam…na verdade você podia mata-los, só que isso não ia cair muito bem em um desenho.

Antes de falar do personagem, vamos descrever um pouco do mundo em que ele vive. Pokémons são criaturas selvagens, como qualquer outro ser vivo que conhecemos, só que cada um possui habilidades especiais e uma aparência completamente diferente da qual estamos familiarizados. Existem vários tipos de pokémon, sendo os principais de fogo, água e planta, respectivamente, Charmander, Squirtle e Bulbasaur, os pokémons iniciais do game.

Também contamos com Pokémons do tipo normal, elétrico, venenoso, lutador, terra, pedra, fantasma, dragão, inseto, psíquico, voador e gelo somente nos jogos da primeira geração (a geração que vamos dar mais foco). Cada um deles tem um ponto fraco e um ponto forte, por exemplo, fogo ganha de planta, que ganha de água que ganha de fogo, é basicamente um ciclo, mas que se estende bastante quando adicionados os outros tipos.

Ao chegar a um determinado nível esses pokémons podem evoluir, com exceção de alguns que não evoluem. Os iniciais citados anteriormente, evoluem no nível 16 e depois evoluem novamente no nível 36, para uma forma maior e mais forte.

Neste universo, tudo gira em torno dos pokémons, há aqueles que os estudam, chamados de professores, os que os treinam para batalhas, os treinadores, e os que apenas cuidam deles como mascotes. Quando começamos o jogo somos um treinador iniciante que mora com a mãe, e que tem o objetivo de se tornar o maior treinador de todos, um mestre Pokémon.

De início somos apresentados ao Professor Oak, traduzido no anime para Professor Carvalho, que pergunta o nosso nome, e podemos escolhe-lo no início. Ele possui um neto que ele mesmo não lembra o nome…que avô mais desnaturado, ou seja, nós também escolhemos o seu nome. Depois de escolher seu pokémon inicial, você começa uma jornada para capturar todos os pokémons, e ainda leva consigo a pokedex, que tem os dados de todos os pokémons da região, e uma mochila, para armazenar itens como poções, itens chaves e pokébolas, que servem para capturar um pokémon selvagem.

Podemos carregar no máximo seis pokémons em nossa equipe, os outros que forem capturados vão para uma box, que pode ser acessada em um computador. Na jornada passamos por oito ginásios que possuem um líder e treinadores de um tipo específico de pokémon, por exemplo o ginásio da cidade de Pewter, é do tipo pedra e é liderado pro Brock, e vencendo o líder ganhamos uma insígnia. Quando conseguimos todas as insígnias do jogo podemos desafiar a Elite dos 4, que são os 4 maiores treinadores pokémon do jogo, vencendo-os, você ganha o título de mestre pokémon e o modo história é encerrado.

Tem uma infinidade de coisas para ser falar, como os outros jogos da franquia, os remakes, os pokémons lendários, os desenhos e muito mais, mas como já temos uma base da origem do Pikachu, vamos falar sobre o personagem. No anime que citamos no começo, o protagonista se chama Ash e seu pokémon inicial não é nenhum dos iniciais dos jogos, e sim o Pikachu, um pokémon do tipo elétrico que é encontrado no começo do primeiro jogo como um pokémon comum.

Mas no anime ele é tratado com raro, e o motivo de Ash começar com ele é o fato de ter chegado atrasado na distribuição de pokémons que o Professor Carvalho faz para quem vai começar sua jornada. O real motivo é que o personagem foi escolhido pela equipe de marketing por ter uma aparência agradável e bem fofa, e quem é que não gosta do Pikachu não é verdade? Em 2002, ele foi considerado o personagem fictício mais lucrativo do ano e lucra até hoje…será que a equipe de marketing soube escolher? Eu acho que sim…

Hoje ele é um ícone da cultura pop no mundo inteiro, e mesmo ele sendo mais conhecido pelo anime do que pelo jogo, ele merece entrar na lista por ter feito sua primeira aparição no Game Boy. Hoje, o personagem é tão conhecido que se perguntarmos pra uma pessoa que não chegou a jogar o game, qual pokémon ela conhece ela com certeza vai dizer Pikachu!

=====================================================

4º – Pac-Man

A garotada mais nova que começou jogando COD, Assassin’s Creed e Gta V provavelmente não conheça esse personagem por não ser mais tão lucrativo, ou até conhece, mas prefere o Kratos e não entendem a sua importância. Um personagem importante da era dos Arcades dos anos 80, que marcou uma geração de gamers velha guarda.

Ele é protagonista do jogo de mesmo nome, Pac Man (que no Brasil todo mundo chamava, carinhosamente, de come-come). Ele foi criado pelo Toru Iwatani, um designer da empresa Namco, que queria um jogo que se parecesse com desenho-animado, e que fosse diferente dos os jogos da época .

A ideia do game foi tirada originalmente de um jantar entre amigos, quando perceberam que a pizza, sem uma fatia, tinha o formato de uma boca aberta, nascendo assim o personagem que come de tudo sem ter indigestão…mas, de início, seu nome era Puck-Man por causa de um termo japonês, “paku paku”, que significa a boca de alguém se abrindo e fechando. Mas o nome foi alterado para que não trocasse a letra “p” pela letra “f” (coisa de br).

Pac-Man foi o primeiro jogo eletrônico a fazer um merchandising massivo, produzindo camisetas, casacos, calças, copo de café, lençóis, cereais, jogo de tabuleiro, livro, toalhas e etc, dando origem a um lucro que a industria dos games não tinha na época. Um anos depois do lançamento do primeiro jogo, em 1982, é lançado Ms. Pac-Man, que é o mesmo jogo, só que o personagem é feminino, e possui maquiagem e um lacinho vermelho na cabeça…o que me faz pensar que deveria se chamar Pac-Woman, mas tudo bem. Entre 1982 e 1984 foi produzido um desenho animado da Hannah-Barbera (responsável por Scooby-Doo, Super Gêmeos e etc), que só foi exibido no Brasil em 1987 pela Bandeirantes.

O jogo se passa em um labirinto, onde tudo o que você tem que fazer é comer e fugir dos fantasmas. Você começa com quatro vidas e tem que comer todas as bolinhas brancas do labirinto, sendo que quando você comia o bolinha maior, os fantasmas ficavam atordoados, e podiam ser comidos, e se não o fizesse em um determinado tempo, eles voltavam ao normal.

Mesmo os fantasmas depois de comido voltarem para o centro do labirinto, ganhávamos tempo de sobra para comer as outras bolinhas. Os labirintos vão basicamente mudando de cor conforme muda de fase, mas a velocidade do jogo aumenta gradativamente, aumentando assim a sua dificuldade.

Depois do sucesso absurdo do primeiro jogo da franquia foi lançado várias versões para o Atari 2600 e logo depois para diversos outros consoles, o que deixava claro a produção de uma sequência. Pac-Man 2: The New Adventures foi lançado em 1994 para Super Nintendo e Mega Drive com alguns elementos da série de Tv do Pac-Man, com bastante cenas engraçadas, fazendo o jogo sair do gênero labirinto e embarcar na onda do gênero plataforma, só que com um sistema um pouco diferente.

O jogo começa quando a Ms Pac-Man diz que o leite do Pac-Baby acabou e que Pac-Man tinha que sair para comprar mais, e o jogo começa. É ai que entra o diferencial deste jogo, você não controla Pac-Man, você apenas observa as suas ações e pode dar uma assistência a ele interagindo com os objetos que estão na tela, dando aos objetos, um destaque a mais para chamar a atenção de Pac-Man.

Falando a agora do personagem Pac-Man, ele no começo era simplesmente um bola amarela que abria e fechava a boca, nem olho tinha, mas com o tempo ele foi sendo adaptado e hoje ele possui uma aparência humanoide, com braços e pernas. Ele possui uma esposa e dois filhos, mostrado em alguns jogos da franquia. Ano passado ele ganhou um outro desenho animado chamado Pac-Man e as Aventuras Fantasmagóricas, que passa no Disney XD, mas no Brasil passa em um canal chamado Gloob, que possui desenhos bem infantis, do nível “fralda”! O desenho se passa no Pac-Mundo, onde só existe pessoas redondas, e ele é sempre atacado pelos fantasma de Netherword. E para defender o seu povo, Pac-Man conta com seus amigos Cilindra e Espiral.

Com o tempo, Pac-Man foi sendo esquecido, pelo fato de não haver muito investimento em seus jogos, não existe mais a divulgação de antes, hoje é simplesmente um jogo infantil que não está mais entre os mais vendidos, e enquanto isso continuar, o personagem vai cada vez mais ficar na sombra do que ele já foi um dia. Mas mesmo assim, ele é um personagem muito importante no mundos games e eu não podia deixa-lo de fora da lista!

=====================================================

Em breve > Top 5: Personagens Icônicos dos games! – Parte II & III

Bom Jogo



Sou um fã da 1ª, 7ª e a 10ª arte, música, filmes e games, respectivamente. Tenho facilidade de criação, crio histórias a todo momento e estou começando a roteirizar produções independetes