Advogado entra com ação contra o Boca Juniors e pede indenização milionária

River

A partida entre Boca Juniors x River Plate que teve inicio na última quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, está longe de ter um fim. Após a confusão do gás de pimenta e além da chance de ser punido pela Conmebol, o Boca também terá problemas judicias.

O advogado Gregorio Dalbón entrou com uma ação coletiva cobrando 160 milhões de pesos (R$ 53,44 milhões) de indenização. “Boca tem que ser responsabilizado, deve pagar”, disse em entrevista a agência de notícias Télam. A audiência está marcada para 11 de junho.

Dalbón cobra uma reparação por danos morais e prejuízos causados aos torcedores durante o clássico. O presidente do clube xeneize, Daniel Angelici, também terá que responder judicialmente.

O técnico Rodolfo Arruabarrena concedeu entrevista coletiva e comentou sobre o episódio que aconteceu na última quinta-feira, no estádio La Bombonera. “A Conmebol queria continuar o jogo, como nós, mas a coisa mais sensata era para ser suspenso, embora assim as pessoas[torcida], não queriam que o futebol acontecesse. O importante é a saúde houve o ataque, isso é imperdoável”.