Cinco lições que o Barcelona aprendeu com o Bayern de Munique

Um atropelamento. Assim podem ser definidos os 15 minutos finais da partida entre Barcelona e Bayern de Munique nesta quarta-feira. O time espanhol passou por cima do rival alemão e ficou perto da Liga dos Campeões. No entanto, Messi e seus companheiros precisam ficar atento à algumas lições deixadas pela partida se quiserem avançar na competição.

LEIA MAIS

Cinco lições que o Bayern aprendeu com o Barcelona

Confira o que o Barcelona pode ter aprendido com o Bayern de Munique

MENOS CONTROLE, MAIS CHANCES DE GOLS: A fama do Barcelona de ser um time que domina a posse de bola tem sofrido uma mudança sob o comando de Luis Henrique. Pela primeira vez desde 2006, a equipe teve a pelota menos tempo do que seu adversário em uma partida de Champions League. O Bayern quebrou uma série de 96 partidas.

No entanto, o Barcelona, que era um time baseado no domínio do meio campo, hoje é mais agressivo e ofensivo. Com menos posse de bola (46%), a equipe catalã criou mais chances claras do que o Bayern de Munique e levou a melhor na estatística mais importante: 3-0 em gols.

DANIEL ALVES IMPORTANTE: Daniel Alves vive um longo período de indefinição em sua carreira. O lateral ainda não chegou a um acerto para a renovação de seu contrato com o Barcelona. Primeiro, a equipe pareceu não fazer muito esforço para manter o brasileiro. Depois foi o atleta que recusou uma proposta do time catalão e afirmou ter a possibilidade de mudar de clube.

Ficou a sensação de que Alves poderia não ser um jogador fundamental para o Barcelona. Mas o que se viu em campo nesta quarta-feira foi o oposto. O lateral teve uma ótima atuação: criou chances, finalizou, driblou, fez diversas interceptações e ainda participou do primeiro gol da partida.

NEYMAR CASEIRO: Neymar, Liga dos Campeões e Camp Nou. É uma combinação de sucesso. O atacante brasileiro tem tido sucesso quando joga em casa pela principal competição europeia. Dos 11 gols que fez no torneio em duas temporadas, nove deles foram diante de sua torcida.

É POSSÍVEL VENCER NEUER: Não é só pelos três gols que o Barcelona descobriu que é possível superar o goleiro Neuer. Antes de balançar as redes o time catalão teve muita dificuldade para abrir o placar. O goleiro alemão fez pelo menos quatro ótimas intervenções. Contudo, o que a equipe espanhola conseguiu nesta quarta-feira foi algo que nenhum outro clube havia realizado nesta edição da Liga dos Campeões: vazar o arqueiro do Bayern de Munique com um chute de fora da área. E Messi mostrou que é possível.

É PRECISO PACIÊNCIA: O placar de 3-0 deixou o Barcelona bem próximo de conquistar a vaga para a final da Liga dos Campeões. E o ótimo resultado foi conquistado através de muita paciência. Por 75 minutos o Bayern conseguiu equilibrar as ações no Camp Nou e conseguia carregar a decisão para a Alemanha. Ao contrário do rival alemão, o time espanhol não cometeu erros na defesa que proporcionassem chances. No ataque, Messi e seus companheiros mantiveram a mesma forma de jogar mesmo após perder oportunidades e acabaram presenteados.

Crédito da Imagem: Camp Nou



Profissional formado em Jornalismo, com pós-graduação em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte. Experiência em web-jornalismo e hard news. Bom desenvolvimento de pautas, notas, especiais e grandes reportagens para impressos. Amplo conhecimento do mundo esportivo e de diversas modalidades.