Com gol de Renato Cajá, Ponte Preta vence o São Paulo no Moisés Lucarelli

Punida por causa das atitudes violentas de seus torcedores na Série B ano passado, a Ponte Preta recebeu o São Paulo, no estádio Moisés Lucarelli, neste domingo, com portões fechados. A Macaca não se abalou sem jogar ao lado do torcedor e derrotou o Tricolor Paulista por 1 a 0, com gol de Renato Cajá.

LEIA MAIS:
Técnico do Figueirense critica jogo às 11 horas e elogia atuação do goleiro Muralha

A Ponte Preta chega a quatro pontos na tabela de classificação da Série A do Campeonato brasileiro, enquanto que o São Paulo estacionou nos três pontos, quando venceu o Flamengo na primeira rodada do certame nacional.

Foi uma partida longe de ser atrativa e serviu para a Ponte Preta se impor em casa e derrotar o São Paulo, mesmo sem o apoio do torcedor. O time de Campinas foi muito melhor do que o adversário e chegou a fazer um ótimo resultado graças ao gol de Cajá.

O Tricolor do Morumbi não demonstrou vontade de reagir na partida, além de mostrar falhas no sistema ofensivo e estava mal tecnicamente. Com isso a equipe da capital, conheceu sua primeira derrota na Série A do Campeonato Brasileiro.

A Ponte Preta aproveitou para colocar fim em um jejum de quase dez anos, sem derrotar o São Paulo em Campeonatos Brasileiros. O último triunfo havia acontecido no dia 19 de outubro de 2005.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data e horário: 17 de maio de 2015, domingo, às 18h30
Árbitro: Rapahel Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Público e renda: Portões fechados
Cartões amarelos: Felipe Azevedo (PON) Ganso e Paulo Miranda (SÃO)

GOLS: Renato Cajá, aos 14’/1ºT (PON)

PONTE PRETA: Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Pablo e Gilson; Josimar, Fernando Bobo e Renato Cajá (Roni, aos 24’/2ºT); Felipe Azevedo (Juninho, aos 35’/2º), Biro Biro e Diego Oliveira (Borges, aos 18’/2ºT). Técnico: Guto Ferreira

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Bruno, Toloi (Paulo Miranda, aos 21’/1ºT), Dória e Reinaldo; Rodrigo Caio, Hudson, Wesley (Luis Fabiano, aos 9’/2ºT), Ganso e Centurión (Cafu, aos 37’/2ºT); Pato. Técnico: Milton Cruz

Foto: Divulgação/AAPP



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com