Ex-treinador de Romero lamenta falta de aproveitamento do atleta no Corinthians

Corinthians
Agência Corinthians

Nesta quarta-feira o Corinthians enfrentará o Guarani-PAR pelas oitavas da Copa Libertadores da América. Porém um atleta desse país nem sequer foi relacionado para a partida, trata-se de Ángel Romero.

LEIA MAIS
Corinthians tem vantagem e bom retrospecto fora de casa contra paraguaios; relembre os jogos

Alguém em especial não aprova o tratamento que o jovem de 22 anos recebe pelo clube brasileiro. Hernán Acuña foi o responsável pelo surgimento dos irmãos Romero no futebol paraguaio. Para o ex-treinador do jogador, isso prejudica Ángel até em convocações para defender a seleção. Ele lamenta principalmente pelo fato de não ver seu ‘pupilo’ disputando uma partida em seu país.

“Infelizmente, não poderemos vê-lo jogando no Paraguai contra o Guaraní. Sabemos da grande capacidade que ele tem. É evidente que o técnico não conta com ele, não é de seu agrado. Se ele não tem oportunidade agora, dificilmente também terá no futuro. Considero que para ele prejudica muito, até para uma convocação para a seleção paraguaia. É muito difícil um treinador convocar um jogador que não tem qualquer minuto por seu clube”, disse ao Lancenet!, Hernán Acuña, hoje treinador da equipe B do Cerro.

Graças a Acuña que em 2008 os gêmeos foram aprovados para jogarem pela equipe sub-16 do Cerro Porteño, onde os atletas foram revelados . Desde esse ano os irmãos nunca se separaram. Isso apenas aconteceu em 2014 quando empresários desembolsaram R$ 7 milhões por Ángel. Oscar Romero atualmente joga pelo Racing-ARG e a equipe poderá jogar contra o Corinthians, se ambos passarem por seus respectivos adversários.

“Não é nada fácil porque os dois nasceram juntos, cresceram juntos, evoluíram juntos, foram profissionais juntos… Esse pode ser um fator que conspira contra. Mas eles são muito fortes mentalmente, e acho que Ángel já superou esse aspecto emocional. O problema maior hoje é não ter oportunidades. Para um jogador, não é nada fácil quando percebe que o técnico tem quatro, cinco opções na sua frente, que ele é sempre a última. Tudo isso conspira para que ele não consiga demonstrar tudo o que pode dar ao Corinthians” – completou Acuña.

O ex-treinador de Romero não está sozinho em falar que o jogador tem muito a render pelo Corinthians. Catalino Rivarola, ex-zagueiro de Grêmio e Palmeiras aposta no seu sucesso, que apesar de não ter tantas oportunidades pelo time paulista ele ainda é considerado um atleta a nível de seleção.

Foto: Agência Corinthians



Estudante do 6º semestre de Jornalismo na Universidade de Taubaté (UNITAU) e apaixonada pelo Corinthians. Mas também gosto de dar meus palpites sobre outras equipes.