Ex-volante do Palmeiras é acusado de agredir filho de presidente da Federação Catarinense

Cinegrafista

O volante França somou mais uma confusão à sua já extensa lista de polêmicas na carreira. O árbitro Sandro Meira Ricci relatou na súmula que o jogador agrediu o filho do presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim Mário Pádua Peixoto Neto.

O juiz relatou uma série de confusões que aconteceram no duelo entre Joinville e Figueirense e um deles pode complicar a vida de França.

Confira o relato da súmula:

“Ao término do jogo, o técnico do Figueirense, Sr. Argelico Fucks com o dedo em riste, foi em direção ao presidente da Federação, Dr. Delfim Pádua Peixoto Filho, que se encontrava, juntamente com outros dirigentes da federação, na área reservada ao delegado da partida, entre as áreas técnicas de ambas as equipes. Em razão da distância, esse árbitro pode observar essa atitude, porém, não pode, obviamente, ouvir o que foi dito. No entanto, a partir dessa atitude, houve um tumulto presenciado pelo quinto árbitro, Sr. Jefferson Schmidt, quem me relatou que o atleta n° 91, do Figueirense, Sr. Wellington Wildhy Muniz dos Santos [França], desferiu um chute no supervisor de protocolo/imprensa, Sr. Delfim Mário Pádua Peixoto Neto, atingindo-o na região da lombar. Este é o meu relato.”

O duelo deste domingo terminou 0 a 0 e o empate deu o título ao Joinville por ter melhor campanha do que o rival.

Crédito da foto: Reprodução



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.