Michel Bastos está com dengue e não enfrenta o Cruzeiro

A ausência do meia Michel Bastos dos treinamentos de início de semana no São Paulo não foi ocasionada por uma suposta virose conforme havia sido dito inicialmente. A diretoria do clube informou, na tarde desta terça-feira, que o jogador, destaque do time neste início de temporada, contraiu dengue e está fora do primeiro jogo das oitavas-de-final da Libertadores, contra o Cruzeiro, amanhã.

O médico do clube, José Sanchez, que também foi vítima da doença neste ano, deu uma entrevista coletiva esclarecendo a situação. “É dengue, e portanto, a gente tem que respeitar. Ele atua em um esporte de alto rendimento. A gente tem que respeitar o quadro clínico do atleta, e por isso ele não vai jogar”, disse Sanchez.

“É o sexto dia de sintomas, e ele apresentou esse quadro na quinta-feira passada. São seis dias hoje e amanhã será o sétimo dia. Existe uma tendência de uma melhora a partir do sétimo dia, mas pode acontecer algum tipo de piora… vômito, diarreia. A gente vai ficar de olho”, completou o profissional.

De acordo com José Sanchez, pode ser que o jogador esteja à disposição para a partida de volta, semana que vem, no Mineirão, mas isso vai depender de como seu corpo irá reagir à recuperação dos sintomas da doença, que demoram um pouco para se dissipar e deixam o infectado bastante debilitado.

Sem Michel Bastos, o São Paulo deve começar jogando com Centurión ou Thiago Mendes, os dois jogadores do elenco com características de jogo mais próximas ao estilo e função do camisa 7.

Foto: Divulgação / São Paulo FC



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...