Mineirinho fala sobre selfies: “É o maior prazer do mundo você tirar fotos e ser reconhecido”

Uma coisa é certa, o surf ganhou mais holofotes no Brasil após Gabriel Medina conquistar o campeonato no fim do ano passado. Seja por modismo ou por reconhecimento o surf é a nova onda do momento e o esporte tem ganho muitos fãs. Agora com a etapa do Rio, muitos estão podendo ver seus ídolos de perto e claro, aproveitar para tirar fotos. 

Adriano de Souza, o mineirinho que é paulista, líder do ranking mundial da elite do surf,  falou com o Terra sobre o assédio: “Acho que é tranquilo, faz parte do trabalho. É o maior prazer do mundo você tirar fotos, ser reconhecido, acho que é a maior gratidão que um atleta pode ter. É um reconhecimento do seu trabalho, então para mim está sendo uma honra”, disse Mineirinho.

A Rio Pro, quarta etapa da Liga Mundial de surf está acontecendo na Barra da Tijuca no Rio e nunca se viu como agora uma etapa com tanto assédio dos torcedores aos atletas, após suas respectivas baterias na última terça-feira (12), Medina e Mineirinho foram escoltados por seguranças ao sair da água, “Com certeza está sendo bem diferente. “No ano passado, o Gabriel (Medina) sendo o campeão do mundo aumentou a expectativa de milhares de brasileiros. Com certeza vieram muitas pessoas prestigiar o evento por causa desse fato. E além disso toda a galera, eu, Felipinho, estamos arrepiando também. Então isso gera uma movimentação fora do normal”’, disse o líder das etapas australianas, Mineirinho.

Na entrevista exclusiva ao Terra ele ainda faz um comparativo sobre o futebol e o surf, ““Não tem como disputar com o futebol, é uma coisa que está no DNA do brasileiro, porém o surfe conseguiu se infiltrar na maior decepção do futebol nacional.(Ano passado, Medina foi campeão menos de 6 meses após a grande derrota da seleção brasileira para a Alemanha por 7 a 1).  Foi quando a gente conseguiu o maior feito do surfe. Então, as pessoas num momento de tristeza conseguiram ficar felizes com um atleta, que foi o Gabriel (Medina, primeiro campeão brasileiro da história do circuito mundial). Foi uma infiltração ótima que aconteceu. Temos que continuar com o nosso trabalho e alimentar essa nova geração que apoia o surfe”, esclarece ainda.

Na etapa desta quinta-feira (15), Medina e Mineirinho tiveram desempenhos ruins e foram eliminados no 3o. round do Rio Pro 2015. Confira os resultados do round 3 do Rio Pro 2015:

1: John John Florence (HAV) 18,77 x 12,67 Adam Melling (AUS)
2: Filipe Toledo (BRA) 15,60 x 11,34 Wiggolly Dantas (BRA)
3: Kelly Slater (EUA) 6,70 x 10,80 Matt Banting (AUS)
4: Nat Young (EUA) 11,00 x 15,50 Ítalo Ferreira (BRA)
5: Sebastiean Zietz (HAV) 9,90 x 14,50 Jadson André (BRA)
6: Adriano de Souza (BRA) 13,90 x 16,57 Ricardo Christie (NZL)
7: Mick Fanning (AUS) 11,46 x 10,80 Dusty Payne (HAV)
8: Bede Durbidge (AUS) 12,73 x 10,77 Jeremy Flores (FRA)
9: Josh Kerr (AUS) 12,34 x 7,86 Kai Otton (AUS)
10: Taj Burrow (AUS) 11,94 x 15,60 Matt Wilkinson (AUS)
11: O wen Wright (AUS) 13,50 x 8,06 Adrian Buchan (AUS)
12: Gabriel Medina (BRA) 13,60 x 14,17 Keanu Asing (HAV)

 Imagem: Reprodução / Instagram.

 



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."