Morre no Rio jovem de 22 anos medalhista do Pan de 2011

Foto: Divulgação

Um acidente trágico encerrou a história da ex-nadadora e modelo Sarah Correa, de 22 anos. Atropelada no fim da tarde de sexta-feira em Vargem Pequena, na zona oeste do Rio de Janeiro, a jovem teve morte cerebral confirmada neste sábado (2). A notícia foi divulgada em uma rede social por Maria Fatima Alves Gonçalves, mãe da ex-atleta.

LEIA MAIS:
Guadalajara desiste de sediar o Mundial de natação em 2017
Missy Franklin termina carreira universitária em grande estilo
Natação brasileira brilha e chega ao topo do mundo no Qatar

Após o acidente, Sarah Corrêa foi internada no Hospital Miguel Couto, no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro. Ela integrou a seleção brasileira que esteve nos Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara. Ela disputou os 800m e conquistou a medalha de prata no revezamento 4x200m livre.

“Descanse em paz, meu raio de sol. Minha vida esses três dias que tiramos para conversar valeram uma vida, minha eterna campeã. Mamãe te ama”, desabafou Maria Fatima no Facebook. De acordo com ela, o motorista estava embriagado e não prestou socorro.

Revelada pelo Marina Barra Clube, a nadadora também passou por clubes como Unisanta, Minas Tênis Clube, Flamengo e Fluminense, onde encerrou a carreira no ano passado para dedicar-se ao trabalho como modelo.

O Brasil ficou em terceiro lugar no quadro de medalhas do Pan de Guadalajara, em 2011, com 48 de ouro, 35 de prata e 58 de bronze, totalizando 141. Cuba ficou com a vice-liderança na classificação geral, atrás apenas dos EUA.