Mundial de Taekwondo: Venilton Teixeira vence quatro lutas e garante medalha

Brasileiro, de apenas 19 anos, vence quatro lutas na categoria até 54Kg e garante no mínimo a medalha de bronze no Mundial de Taekwondo

LEIA MAIS:
Iris Sing é medalha de Bronze no Mundial de Taekwondo
Seleção Brasileira de Taekwondo é anunciada para o Mundial da Rússia

O Brasil garantiu na manhã desta sexta-feira a segunda medalha no Mundial de taekwondo, que está sendo disputado em Chelyabinsk, na Rússia. O amapaense Venilton Teixeira, de apenas 19 anos, venceu seus quatro combates na categoria até 54kg, classificando-se para a semifinal deste sábado. Como não há disputa de terceiro lugar na competição, ele já tem garantida, pelo menos, a medalha de bronze. Para chegar à final, Venilton precisa passar pelo anfitrião Stanislav Denisov. A categoria até 54kg não é olímpica.

Usando seu grande trunfo, os chutes na cabeça, Venilton começou o Mundial nervoso. Contra Aadil al Wahaiba, de Omã, ele só conseguiu a vitória no fim. A luta estava empatada nos últimos segundos, e ele conseguiu dois golpes na cabeça do rival, 10 a 4. Lembrando que os chutes no tórax valem um ou três pontos (caso seja feito com um giro). Na cabeça, a pontuação é de três ou quatro pontos.

Na segunda luta, o rival foi o britânico Max Caster. O brasileiro construiu a vitória no início, e depois apenas administrou, 22 a 9. Nas oitavas de final, o adversário foi Sarvarbek Sheraliev, do Uzbequistão. Mais uma vez, o brasileiro comandou a luta desde o início, principalmente com chutes na cabeça do adversário para vencer por 11 a 7.

Nas quartas de final, o brasileiro deu um show contra o irlandês Jack Wooley. No fim do primeiro round (são três de dois minuto), o placar já apontava 10 a 1 para o brasileiro. Depois, só manteve a vantagem, fechando o placar em 21 a 7 e garantindo a passagem para a semi, que será disputada na manhã deste sábado.

Entre as mulheres, o Brasil não conseguiu bons resultados nesta sexta. Alessandra Trevisan caiu logo na estreia diante da cubana Yamicel Nunez e sequer pontuou: 8 a 0. Na categoria acima dos 73kg, Hellorayne Paiva foi superada pela chinesa Li Donghua por 9 a 5.

(Foto: Reprodução/Facebook)
Créditos: GloboEsporte



Sou um apaixonado por esportes olímpicos!