Opinião: O dono da La Boba e o menino das melenas esvoaçantes

Foto: Alexandre Lops/Site oficial SC Internacional

Valdívia e D’Alessandro se revezam na regência do Inter na temporada.

O menino das melenas esvoaçantes é um risco em velocidade e com dois ou três toques na bola hoje consegue ser mais incrível que suas humoradas postagens em redes sociais.

LEIA MAIS:
Réver enaltece trabalho de Aguirre

Já o maestro argentino amadureceu ainda mais, se reinventou. O D’Alessandro quase alçado a ponta direita com muitas atuações limitadas em 2014 não existe mais. Aliou a óbvia falta de velocidade que o tempo traz a todos ao conhecimento milimétrico dos espaços dentro do campo do Beira-Rio. Preciso, sábio em marcar fechando espaços e dosando muito bem a autocrítica quanto ao próprio desempenho nas partidas.

O camisa 10 ainda cala seus poucos críticos e continua capaz de gerar chiliques e melindres em muitos que gostariam de usar seus espaços na mídia pra confirmar absurdos e incertezas sobre idade, cansaço e colaboração ao Inter.

Durante o confronto contra o Galo no Beira-Rio, Valdívia apareceu na lateral esquerda, na lateral direita, como meia e durante alguns minutos do segundo tempo como o comandante de ataque. D’Alessandro foi até volante na cabeça da área e se fez presente desarmando com carrinhos e muita disposição.

Entrega total de um plantel decidido, que absorve insucessos rapidamente e transforma em novas possibilidades de vencer.

A unidade que cerca o Inter nesse ano torna difícil até mesmo eleger os maiores destaques diante de uma série de boas partidas. Mas o dono da ‘La Boba’ e o menino das melenas esvoaçantes se adonaram do campinho.

Crédito da foto: Getty Images



Futebol e corneta sem esculhambar paixões.