Oswaldo pede que torcida do Palmeiras mantenha apoio após o Paulistão

Divulgação/Palmeiras

O técnico Oswaldo de Oliveira fez questão de agradecer todo apoio da torcida do Palmeiras após a final do Paulistão em que o Alviverde foi derrotado pelo Santos na decisão de pênaltis, jogando na Vila Belmiro. Na entrevista coletiva pós-jogo, o treinador admitiu a frustração com o vice-campeonato da equipe, porém o trabalho e a dedicação do elenco não podem passar despercebidos e são alentos de que os palmeirenses podem esperar por orgulho em 2015.

LEIA MAIS:
Oswaldo de Oliveira diz que futuro de Valdivia deve ser definido nos próximos dias

“É engrandecedor o estímulo que a torcida tem nos dado, invadindo completamente a Arena, mesmo em jogos menos cotados. Nunca vi uma torcida assim em nenhum dos lugares que passei. Então só tenho que agradecer essa participação unânime dos torcedores e peço para que mantenham dessa forma, porque nosso time é vigoroso, é um time que tem espírito de competição. Vamos crescer esse ano na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro”, declarou Oswaldo.

Na primeira partida da decisão do Paulista, o Verdão venceu o Peixe por 1 a 0 no Allianz Parque e poderia ter ampliado a vantagem caso o atacante Dudu tivesse convertido um pênalti que chutou na trave. Nesse domingo, o Santos de Robinho deu o troco por 2 a 1, e levou a definição para as penalidades. Rafael Marques e Jackson erraram suas cobranças para o Palmeiras, enquanto que David Braz, Gustavo Henrique, Victor Ferraz e Lucas Lima converteram para os donos da casa, que chegaram ao 21º troféu estadual.

Ao Palmeiras, resta apenas levantar a cabeça e se preparar para a estreia no Brasileirão no próximo sábado contra o Atlético-MG em São Paulo. Pela Copa do Brasil, o Verdão retorna a campo na quarta-feira, dia 12, contra o Sampaio Corrêa pela partida de volta válida pela segunda rodada. No primeiro jogo, os paulistas foram a São Luís do Maranhão e empataram em 1 a 1.

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.

Foto: César Greco/Agência Palmeiras



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.